Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Auxílio de R$ 5,1 mil ainda não foi pago a famílias por falta de cadastro da prefeitura; entenda

Diversas famílias enfrentam atrasos no recebimento do auxílio de R$ 5,1 mil devido à falta de informações da prefeitura. Entenda!

Em resposta aos estragos provocados pelas intensas chuvas que assolaram o Rio Grande do Sul, o governo federal liberou o primeiro lote do Auxílio Reconstrução. A medida emergencial tem como objetivo amparar as famílias que sofreram perdas materiais e financeiras significativas, garantindo um suporte inicial para a reconstrução de suas vidas.

Porém, os moradores da capital Porto Alegre ainda não receberam seus repasses em razão da falta de cadastramento pela prefeitura da cidade. Saiba mais informações sobre a situação a seguir!

Auxílio do governo federal não chegou às famílias de Porto Alegre

Pessoa segurando várias notas de R$ 50 representando auxílio.
Imagem: rafastockbr / shutterstock.com

Na última segunda-feira (27), um total de 44,5 mil famílias de 15 diferentes cidades gaúchas começaram a receber o auxílio, pago via Pix em parcela única. A ação busca não apenas suprir necessidades imediatas, mas também agilizar o processo de recuperação das áreas mais afetadas.

Porém, os porto-alegrenses ainda não receberam a quantia. De acordo com o Ministério Extraordinário da Reconstrução, a razão para isso é que a prefeitura não encaminhou ao governo federal os dados necessários da população atingida.

Já segundo a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social de Porto Alegre, os servidores da pasta estão dedicados a organizar os dados obtidos junto à população e planejam enviar as informações ao governo federal até esta terça-feira (28). Eles estão prevendo repassar informações de cerca de 20 mil beneficiários nesta primeira etapa para que haja o repasse do auxílio.

Entenda o benefício

O Auxílio Reconstrução surge como uma resposta pontual e rápida do Ministério Extraordinário da Reconstrução a eventos extremos que impactaram comunidades. Tal iniciativa demonstra uma abordagem proativa do governo para assistência imediata após desastres naturais.

Assim, o processo para receber o auxílio envolve algumas etapas. Primeiramente, as prefeituras locais são responsáveis por coletar e organizar os dados dos cidadãos afetados pelas enchentes e enviar estas informações ao governo federal.

Veja também:

ATENÇÃO: agências bancárias não vão abrir quinta-feira (30)

A partir daí, o governo verifica os dados e, uma vez aprovado, o pagamento é liberado diretamente na conta bancária do beneficiário via Pix.

Imagem: rafastockbr / shutterstock.com