Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Auxílio é liberado para brasileiros que moram sozinho e com conta no Caixa Tem

Descubra como acessar benefícios sociais pelo Cadastro Único, mesmo morando sozinho. Saiba mais sobre os auxílios BPC e Bolsa Família.

Com o avanço das políticas de assistência social no Brasil, uma nova oportunidade emerge para aqueles que moram sozinhos: o acesso a benefícios sociais por meio do Cadastro Único. Sendo assim, vamos detalhar como indivíduos em situação de vulnerabilidade socioeconômica podem solicitar e usufruir desses auxílios, melhorando assim suas condições de vida.

Nesse contexto, o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal é a porta de entrada para diversos programas de assistência social, como Bolsa Família, Tarifa Social de Energia Elétrica etc. Desse modo, instrumento de inclusão social, esse cadastro permite que famílias de baixa renda, mesmo aquelas compostas por apenas uma pessoa, possam acessar os auxílios governamentais.

Quais auxílios estão disponíveis?

Na imagem, uma pessoa contando cédulas de cem reais.
Imagem: Vergani Fotografia / Shutterstock.com
  • Programa Bolsa Família;
  • Benefício de Prestação Continuada (BPC);
  • Tarifa Social de Energia Elétrica;
  • Programa Minha Casa Minha Vida;
  • Isenção de Taxa em Concursos Públicos;
  • Programa Pé-de-Meia;
  • Carteira da Pessoa Idosa.

Nesse sentido, o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e o Bolsa Família são programas fundamentais dentro da rede de seguridade social brasileira. Assim, o BPC se destina a idosos acima de 65 anos e pessoas com deficiência, que vivem em condição de vulnerabilidade.

Para ser elegível, a renda per capita familiar deve ser inferior a 1/4 do salário mínimo vigente, que em 2024, corresponde a R$ 353,00. Já o Bolsa Família foca no combate à pobreza, apoiando famílias que possuem crianças, adolescentes, ou gestantes e tenham renda per capita de até R$ 218,00 mensais.

Qual o processo para acessar os benefícios?

  1. Agende uma visita ao CRAS (Centro de Referência e Assistência Social) mais próximo;
  2. Solicite a inscrição no Cadastro Único;
  3. Leve os documentos necessários, como identidade, CPF e comprovante de residência;
  4. Complete o questionário socioeconômico para avaliar sua elegibilidade;
  5. Um NIS (Número de Identificação Social) será gerado;
  6. Aguarde a análise e aprovação do seu pedido nos programas desejados.

Logo, os benefícios sociais são essenciais para garantir a dignidade dos cidadãos em situações de vulnerabilidade. Dessa forma, com o Cadastro Único, mesmo aqueles que moram sozinhos têm a chance de melhorar significativamente suas condições de vida.

Veja também:

Emissão da carteira de identidade e saque do seguro-desemprego liberados no RS; saiba mais

Assim, acessando programas que podem auxiliar desde a renda mensal até a aquisição da casa própria. Portanto, se você ou alguém que conhece está enfrentando dificuldades, não hesite em buscar esses direitos.

Imagem: Oleksii Didok / shutterstock.com