O novo Auxílio Emergencial de R$ 250 vai ser pago para quem ganha Bolsa Família?

A volta do benefício não será válido para quem possui o bolsa família. Entenda:

0

Após conversas e análises, o governo federal sinalizou, nesta quinta-feira  (11/02), que deverá dar continuidade aos pagamentos do Auxílio Emergencial, desta vez, no valor de R$ 250. Entre os beneficiários, o direito aos participantes do Bolsa Família está sendo discutido.

As últimas declarações por parte do governo, expressadas pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro Paulo Guedes, mostram que há muita coisa sendo estudada para atender tanto a economia do país quanto a população afetada pela crise na pandemia.

É provável que você também goste:

SuperSim oferece empréstimo fácil e sem burocracia para negativados no SPC e Serasa

O “novo” Auxílio Emergencial 

O Auxílio Emergencial 2021, já está avançando e deve entrar em vigor no mês que vem. Desta vez, os pagamentos irão até junho.

O valor de R $ 250 é o mais indicado até o momento, visto que o ministro da Economia,  Paulo Guedes, explicou em sua live na quinta (11/02) sobre as “curvas” que os gastos com benefícios sofreram. O auxílio, criado ano passado, começou pagando  R $600 e finalizou com R$ 300.

Após iniciar os pagamentos em março e findar em junho, o beneficiário receberá um total de 1.000 reais.

Na live, Bolsonaro e Guedes não deram detalhes sobre os beneficiários do novo Auxílio Emergencial. Foi entendido que nem todos que receberam as parcelas ano passado terão direito a nova rodada.

Contudo, há uma preocupação em atender pelo menos a metade dos mais de 60 milhões de pessoas que foram afetadas economicamente pela crise. 

A “PEC de guerra”

Mesmo sem nada detalhado, o governo e o Congresso Nacional seguem nas discussões para definir esta nova fase do Auxílio. O que mais se ouve por lá é a alternativa de ser aplicada uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional), com objetivo de seguir um orçamento de guerra.

A PEC de guerra já tem suas bases desde o início da pandemia. O governo utilizou o Orçamento de Guerra que foi aprovado ano passado.

Esta medida pode dar mais firmeza e rapidez  para que o governo siga com os pagamentos, sem afetar a Responsabilidade Fiscal, ou seja, sem que novos meios de cobrança “extraordinários” sejam exigidos. 

Quem recebe Bolsa Família ganhará o auxílio?

O poder Executivo está empenhado em atender os beneficiários do Bolsa Família, porém, o plano é que haja uma redução significativa de quem terá esse direito.

Os estudos econômicos do governo apontam que dentre as milhões de famílias que participam do programa, existem pessoas que não necessitam de um novo auxílio. Além disso, os cidadãos que não recebem nenhum auxílio e se enquadram como desempregados ou informais, são prioridades.

O que se sabe, até o momento, é que os cadastrados no CadÚnico só deverão ser contemplados no segundo semestre de 2021, após o novo Auxílio finalizar.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTubeFacebookTwitterInstagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: Cassiano Correia / Shutterstock.com

Comentários
Carregando...