O Banco Inter, fez um comunicado nesta quinta-feira (03), que realizou sua primeira emissão de Letra Imobiliária Garantida (LIG). Com o novo título, a instituição financeira – que já oferecia poupança, LCIs e CRIs – ganha mais uma alternativa de funding para crédito imobiliário. Ao mesmo tempo, reforça sua posição no segmento com mais um canal de captação de recursos. O Banco Inter é o único banco brasileiro que combina uma conta completa, 100% digital e gratuita,

Leia também:

Cartão de Crédito Extra Itaucard permite parcelar suas compras em até 18x sem juros.

Banco Inter realiza primeira emissão de Letra Imobiliária Garantida (LIG)

Primeiramente, de acordo com o diretor de investimentos, Rafael Rodrigues, a Letra Imobiliária Garantida (LIG) é uma nova oportunidade para ampliar as operações de crédito imobiliário, carro-chefe do Banco Inter.

“A LIG nos torna ainda mais completos para atuar no financiamento imobiliário. De um lado, oferecemos aplicações para todos os perfis de investidor; de outro, emitimos papéis com diferentes prazos de vencimento, o que nos permite diversificar a oferta de crédito para o setor habitacional”, explica.

Com 85 mil clientes investidores no terceiro trimestre de 2018, o custo de captação do Banco Inter teve redução de 12 pontos percentuais e chegou a 83,8% do CDI. No mesmo período, o crédito imobiliário representou 59,8% da carteira de crédito ampliada do Banco Inter. Portanto, totalizou R$ 1,8 bilhão, sendo 55% de financiamentos e 45% de empréstimos com garantia de imóvel.

Em novembro, o Banco Inter também lançou o seu consórcio imobiliário, com cartas de crédito de R$ 120 mil a R$ 240 mil e prazos de até 240 meses para pagar. Ademais, em dezembro, a instituição colocou no ar uma nova plataforma de investimentos, com Home Broker 100% gratuito. A “Plataforma Aberta Inter” (PAI) contabilizou R$ 6,5 bilhões sob custódia, com R$ 3,6 bilhões de saldo de captação.

Sobre o Banco Inter

O Banco Inter possui 24 anos de mercado e atuação em todo o território nacional. É o 1º banco 100% digital do país e o único a oferecer uma conta totalmente isenta de tarifas. Portanto, o banco serve como porta de entrada dos clientes para uma completa plataforma digital de serviços. O Inter foi o primeiro banco digital a abrir capital no Brasil, em abril de 2018, e está listado no Nível 1 da Bolsa de Valores (B3).

A instituição acredita que a relação das pessoas com seu banco pode ser mais simples, transparente e justa, e trabalha para essa transformação acontecer. Atualmente, o banco conta com uma carteira de crédito de mais de R$ 3 bilhões. Seu patrimônio líquido é de R$ 936 milhões e os ativos totais ultrapassam R$ 4,9 bilhões.

Gostou da notícia?

Siga-nos em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Acompanhe tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Informações à imprensa: Banco Inter 

FSB Comunicação