No último dia 10 de abril, o Banco Inter divulgou que ultrapassou a marca de 2 milhões de clientes. O mais impressionante é que isso acontece apenas seis meses depois de ter atingido o seu primeiro milhão de correntistas. Os resultados foram divulgados pelo CEO – João Vitor Menin. Portanto, o Banco Inter dobrou a sua base de clientes em apenas seis meses. Confira maiores informações aqui neste post.

Leia também:

Nubank é maior que Banco Inter e marca presença em todos municípios

Quem recebe benefício LOAS pode fazer empréstimo consignado?

Caixa vai entrar na guerra das maquininhas com Itaú ou Bradesco

Banco Inter: mais de 2 milhões de clientes em conta digital sem tarifas

De acordo com João Vitor Menin, o acelerado crescimento do banco digital comprova o sucesso do modelo de negócio. Ademais, consolida o Banco Inter entre as principais instituições do Brasil.

“Os clientes promovem a marca, indicando nossos serviços para amigos e familiares. É um ciclo virtuoso que proporciona mais eficiência para continuar aumentando nossa base, oferecendo uma experiência bancária cada vez mais justa e transparente para os brasileiros”

O Banco Inter também divulgou a prévia dos resultados operacionais no 1º trimestre de 2019. Entre os destaques, está o crescimento da carteira de investidores, que passou de 115 mil no 4T18 para 176 mil no 1T19. Além disso, até o final de fevereiro deste ano, o Banco Inter atraiu mais de 11,4% dos pedidos de portabilidade de salário do Brasil. No primeiro trimestre foram 41,8 mil solicitações.

Já o Net Promoter Score (NPS), que avalia a satisfação dos clientes, foi de 71 pontos. Sendo considerado o maior do mercado financeiro. Caso queira conferir, a prévia completa está disponível na página de Relações com Investidores.

Sobre o Banco Inter

O Banco Inter possui 24 anos de mercado e atuação em todo o território nacional. É o único banco 100% digital do país a oferecer uma conta totalmente isenta de tarifas, que serve como porta de entrada dos clientes para uma completa plataforma digital de serviços. O Inter foi o primeiro banco digital a abrir capital no Brasil, em abril de 2018, e está listado no Nível 1 da Bolsa de Valores (B3).

A instituição acredita que a relação das pessoas com seu banco pode ser mais simples, transparente e justa, e trabalha para essa transformação acontecer. Em dezembro de 2018, o banco contava com uma carteira de crédito de mais de R$ 3,3 bilhões, com patrimônio líquido de R$ 948 milhões e R$ 5,6 bilhões de ativos totais.

Enfim, gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Acompanhe nossas notícias e artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos e empréstimos. Ademais bem como tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Sobre o autor Ver todos os posts

EDUARDO MENDES

Sou um entusiasta da tecnologia, que também aprecia inovação, empreendedorismo, além de Fintechs e as suas facilidades.
Graduado em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e fundador dos sites Optclean Tecnologia, Conexão Estudante e Seu Crédito Digital.

Comentários no Facebook