Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Bancos investem em automação para agilizar análises de crédito durante a pandemia

Com soluções de automação, companhia conseguiu reduzir o tempo para cada operação de formalização de crédito de minutos para segundos, tornando os clientes mais competitivos no mercado.

0

Desde o início da pandemia, com o distanciamento social, as instituições financeiras precisaram se adaptar e criar novas soluções para atender as demandas dos consumidores e se manterem competitivas no mercado. Por outro lado, quase 35 milhões de brasileiros que até então não tinham contas bancárias passaram a ter em 2020, segundo a Caixa Econômica Federal. A crise financeira provocada pela pandemia também fez com que a busca por empréstimos aumentasse. As concessões realizadas no Brasil de março de 2020 a março deste ano registraram um aumento de 14,5%, de acordo com o Banco Central. Isso tudo sem dúvida aumentou a necessidade de se investir em melhorias na análise de crédito.

É provável que você também goste:

Itaú vai retirar anuidade de dois de seus cartões de crédito

Pagamentos com cartões crescem 17,3% somente no primeiro trimestre

Banco Inter lucra R$ 20 milhões no primeiro trimestre de 2021

“A combinação desses fatores tem levado os bancos a uma busca não só pelo aumento da eficiência operacional, como também uma preocupação muito grande com a experiência do cliente”, analisa Thiago de Assis, CEO da Stoque, empresa que desenvolve soluções de automação e digitalização de processos e documentos. Com isso, os bancos têm buscado soluções para tornar seus processos mais ágeis e eficientes, além de reduzir custos operacionais.

É o caso do mercado de crédito, em especial o consignado, que é altamente competitivo, já que uma parcela considerável dos pedidos de empréstimo é realizada por empresas parceiras das instituições financeiras, que costumam solicitar a cotação em até cinco bancos diferentes. Geralmente, o contrato é formalizado com o primeiro banco que aprova o crédito, por isso, cada vez mais o setor exige agilidade na definição e validação das informações e dos contratos.

Soluções da Stoque para tornar a análise de crédito mais ágil

A automação das esteiras de crédito consignado é uma das soluções da Stoque, que possui em sua carteira mais de 230 clientes, entre eles os maiores bancos do país, empresas de serviços, educação e siderurgia. Assis explica que o processo de formalização desses contratos sempre foi muito manual e presencial dentro das agências. No entanto, com a pandemia e a aceleração da transformação digital das companhias, hoje, alguns de seus clientes já possuem o processo de crédito com originação 100% digital e o fluxo de aprovação e formalização automatizado.

Isso significa um ganho gigantesco para todos os envolvidos. O banco ganha em agilidade e se torna cada vez mais competitivo, pois quanto mais rápido ele tem a resposta da análise, mais rápido consegue aprovar o crédito. O cliente tem maior visibilidade sobre o processo, além da redução do tempo de resposta, e os parceiros aumentam suas taxas de conversão e reduzem seu ciclo de vendas”.

Thiago de Assis, CEO da Stoque

Com automação e aplicação de inteligência artificial, a Stoque conseguiu reduzir o tempo para cada operação de formalização de crédito de minutos para segundos. “Com a nossa plataforma de automação conseguimos integrar um conjunto de players que fazem parte dessa cadeia, como a originação, análise de risco, análise de fraude e liberação de recursos do crédito. A aplicação de tecnologias derivadas da inteligência artificial tem nos permitido alcançar uma velocidade exponencial”, explica Assis.

Segurança e reconhecimento facial

Atualmente, abrir uma conta bancária, fazer transferências e solicitar empréstimos são atividades facilmente realizadas por meio de um aplicativo de celular e sem precisar sair de casa. Diante das facilidades e tantos dados disponíveis, há uma crescente preocupação com a segurança das informações e possíveis fraudes. “A questão é como ser seguro num cenário onde uma parcela maior das demandas se dá por canais digitais”, diz Assis.

Por isso, a Stoque também investe em tecnologia de reconhecimento facial com o uso de inteligência artificial. Assis explica que na solicitação de crédito consignado, assim como ocorre na abertura de contas digitais ou de cartão de crédito, o consumidor precisa enviar uma foto do documento de identidade e uma selfie para comprovar que é a mesma pessoa. “Essa análise das fotos, antes feita 100% através do olho humano, agora é validada por meio de um drive de acuracidade, que usa inteligência artificial para identificar se a selfie corresponde a foto do documento e se a pessoa não está em situação vulnerável, como em uma cama de hospital, por exemplo”.

Apenas em alguns casos, em que a acuracidade não atinge o percentual determinado, é preciso a validação humana das imagens. Por isso, além do desenvolvimento da solução, a Stoque também conta com profissionais alocados para a validação desses processos, que têm um papel importante na retroalimentação da plataforma.

“A Stoque vem incorporando novas tecnologias a processos historicamente executados por BPOs mais tradicionais e de forma intensivamente manual, para entregar aos seus clientes mais eficiência em seus processos, acuracidade e, principalmente, a capacidade de competir em um ambiente onde o cliente final passa a exigir, cada vez mais, uma experiência mais ágil e mais digital”.

Sobre a Stoque

A Stoque é uma empresa de soluções tecnológicas focada na automação inteligente e digitalização de processos e documentos. Com o propósito de simplificar, usa a tecnologia como meio para apoiar seus clientes na jornada de transformação digital, para que sejam mais eficientes e competitivos. Desenvolve projetos customizados com o uso de inteligência artificial e cruzamento de dados e possui na carteira grandes clientes do setor financeiro e de serviços. A empresa criou uma plataforma de gestão documental e automação de fluxo de trabalho que atende, inclusive, a esfera de educação. A Stoque também atua no ramo de processamento e impressão de documentos de missão crítica. Fundada em 2003 em Minas Gerais, possui escritórios em Belo Horizonte, São Paulo, Vitória e Belém, além de outras 20 bases técnicas no país. Em 2019, foi investida pelo fundo de investimentos Kinase por R$ 70 milhões.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitterInstagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: SaiArLawKa2 / Shutterstock.com

- Publicidade -

Comentários
Carregando...