Boa Vista: Recuperação de crédito sobe 2,6% em abril, mas ainda acumula queda no ano

O indicador de recuperação de crédito, que é obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista, registrou alta de 2,6% em abril contra março, já descontados os efeitos sazonais. Entretanto, na comparação com o mesmo mês de 2018, houve diminuição de 5,4%. Portanto, neste ano, o indicador acumula queda de 6,2%.

É provável que você também goste:

Dívidas no SPC e Serasa podem ser cobradas após a prescrição legal?

O indicador recuou 6,2% na comparação com os quatro primeiros meses do ano passado

Recuperação de crédito – variação acumulada

Boa Vista: Recuperação de crédito sobe 2,6% em abril, mas ainda acumula queda no ano

Em termos regionais, o acumulado do ano apresenta alta apenas na região Norte (3,6%). Em sentido oposto, na região Sul foi registrada a maior redução (-14,7%), seguida do Sudeste (-5,8%), Centro-Oeste (-5,3%) e Nordeste (-2,8%). Na comparação mensal, houve alta em todas as regiões.

Recuperação de crédito por regiões

Portanto, o indicador de inadimplência vem apresentando queda em 12 meses, sugerindo que boa parte dos consumidores estão conseguindo manter em dia o pagamento de novas dívidas. Todavia, o indicador de recuperação também segue em queda nessa base de comparação (1% em abril). E isso sinaliza dificuldade dos endividados de reequilibrarem a sua situação financeira.

Os elevados níveis de desocupação e subutilização da mão de obra, somados ao fraco crescimento da renda, ajudam a explicar a tendência de queda da recuperação de crédito. Apesar da alta de abril, ainda é cedo para falar em mudança de tendência. Enfim, ainda não há qualquer indício de alteração consistente na situação do mercado de trabalho.

Metodologia

O indicador de recuperação de crédito é elaborado a partir da quantidade de exclusões dos registros de dívidas vencidas e não pagas informados anteriormente à Boa Vista pelas empresas credoras. As séries têm como ano base a média de 2011 = 100 e passam por ajuste sazonal para avaliação da variação mensal. Em janeiro de 2014 houve atualização dos fatores sazonais e reelaboração das séries dessazonalizadas. Utilizando o filtro sazonal X-12 ARIMA, disponibilizado pelo US Census Bureau.

A série histórica do indicador está disponível aqui neste link.

Enfim, gostou da notícia?

Então, siga Seu Crédito Digital no Google News. Receba em primeira mão notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Sobre o autor Ver Posts Author website

EDUARDO MENDES

Sou um entusiasta da tecnologia, que também aprecia inovação, empreendedorismo, além de Fintechs e as suas facilidades.
Graduado em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e fundador dos sites Optclean Tecnologia, Conexão Estudante e Seu Crédito Digital.

Comentários no Facebook