Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Bolsa Família extra: confira como irá funcionar

O governo federal irá criar uma folha de pagamento extra do Bolsa Família para incluir mais famílias no programa social. Confira!

Nesta quarta-feira (15), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) irá anuciar novas medidas de ajuda às pessoas desalojadas e desabrigadas devido às enchentes no Rio Grande do Sul. Assim, entre as iniciativas do governo federal está a criação de uma “folha de pagamento extra” do Bolsa Família para inserir novas famílias no programa social.

Dessa forma, essas famílias poderão receber um auxílio mensal que pode variar entre R$ 600 e R$ 1.200, dependendo da composição familiar. Além disso, Lula deve anunciar a criação do Auxílio Emergencial no valor de cerca de R$ 5 mil para cada família desabrigada. Veja mais detalhes!

Bolsa Família extra

Portanto, com a folha de pagamento extra do Bolsa Família, o governo federal irá incluir aquelas famílias que devido a tragédia no RS, ficaram sem renda, pois perderam seus empregos ou seus negócios. Dessa forma, essas famílias poderão receber, além dos R$ 600, valores adicionais, tais como:

  • Benefício Primeira Infância (BPI): R$ 150 – crianças de até 6 anos de idade;
  • Benefício Variável Familiar Gestante (BVG): R$ 50 – gestantes;
  • Benefício Variável Familiar Criança (BV): R$ 50 – crianças ou adolescentes com idade entre 7 anos e 16 anos incompletos; e 
  • Benefício Variável Familiar Adolescente (BVA): R$ 50 – adolescentes com idade entre 16 anos e 18 anos incompletos;
  • Benefício Variável Familiar Nutriz (BVN): R$ 50 – bebês de até 7 meses de idade.

Assim, o repasse ocorrerá na conta poupança social digital da Caixa Econômica Federal, cujo movimentação ocorre por meio do app Caixa Tem (disponível para Android e iOS).

Bolsa Família de Abril 2024 antecipado na quarta (17) para estas cidades
Imagem: Adao / shutterstock.com

Comitiva no Rio Grande do Sul

Nesta quarta, o presidente Lula viajará até o Rio Grande do Sul acompanhado de uma comitiva formada por ministros essenciais e espera-se a presença dos presidentes da Câmara e do Senado. Assim, dentre as medidas, está a nomeação de uma autoridade federal exclusiva para supervisionar a ajuda às vítimas e a reconstrução das áreas afetadas. 

Veja também:

Tragédia no RS gera fake news sobre cesta básica, falta de arroz e recusa de doação de Portugal

Uma questão crítica abordada pelo governo é a execução das ações de recuperação, que deverá ser majoritariamente gerenciada pelas prefeituras e pelo governo estadual. Assim, a nomeação da autoridade federal visa não só a otimizar a coordenação e a aplicação dos recursos, mas também a suprir a sensação de abandono percebida pela população local.

Imagem: Adao / shutterstock.com