Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Bolsa Família pode ser bloqueado caso o CPF esteja irregular?

Saiba como um CPF irregular pode bloquear o Bolsa Família e como regularizá-lo para evitar problemas futuros. Confira agora mesmo!

Um CPF irregular pode ser resultado de diversas situações, como pendências na Receita Federal, falta de atualização de dados cadastrais ou até mesmo fraudes. Assim, é essencial estar atento à regularidade do seu CPF para evitar complicações futuras, especialmente se você é beneficiário do Bolsa Família.

Dessa forma, o CPF é uma principais formas de identificação dos beneficiários do Bolsa Família. Portanto, se o seu CPF estiver irregular, isso pode impedir o recebimento do benefício ou até mesmo levar ao seu bloqueio temporário ou definitivo.

Impacto do CPF irregular no Bolsa Família

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), aqueles que fazem parte do Bolsa Família e que possuem inconsistências no CPF terão os pagamentos bloqueados. Dessa forma, para retomar os repasses será preciso regularizar a situação junto à Receita Federal. Assim, se não houver a resolução do problema em até 6 meses, o benefício é suspenso.

Além disso, vale destacar que o pagamento do Bolsa Família é bloqueado não apenas se o CPF do titular estiver irregular, mas também se qualquer membro da família beneficiária estiver nessa situação. No entanto, o governo federal envia alertas por meio do app Caixa Tem (disponível para Android e iOS) e também pelo app Bolsa Família (disponível para Android e iOS).

imagem de uma mão de pessoa branca segurando um cartão amarelo do Bolsa Família
Imagem: Tatiane Silva / Shutterstock.com

Como regularizar o CPF

Por fim, para regularizar o CPF, o primeiro passo é acessar o site da Receita Federal e verificar a situação cadastral. Assim, em caso de pendências, é possível resolver a situação online ou comparecendo pessoalmente a uma unidade da Receita Federal com a documentação necessária.

Veja também:

Idosos acima de 60 anos podem perder a CNH, entenda!

Além de regularizar o CPF, é importante manter os dados atualizados junto aos órgãos competentes, como a Receita Federal e o CadÚnico. Isso ajudará a evitar problemas futuros e garantirá o acesso contínuo aos benefícios sociais, como o Bolsa Família.

Imagem: Tatiane Silva / Shutterstock.com