Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Bolsa Família pode ser bloqueado para milhares de brasileiros; saiba como se prevenir

Descubra as razões por trás do possível bloqueio do Bolsa Família e confira como evitar essa interrupção de pagamentos do programa.

O programa Bolsa Família, que oferece auxílio financeiro a famílias em situação de vulnerabilidade, está passando por um processo de bloqueio para inscritos com informações irregulares. De acordo com as autoridades, aqueles que não estiverem alinhados com as regras estabelecidas correm o risco de ter seus pagamentos suspensos.

Contudo, há oportunidade de regularização. Sendo assim, o bloqueio do Bolsa Família representa um alerta aos participantes do programa, onde o titular, como representante do grupo, encarrega-se de atender a todas as exigências do governo federal. Desse modo, o não cumprimento dessas obrigações resulta na contenção do pagamento até que a situação seja regularizada.

Bloqueio do Bolsa Família

Pessoa com máscara no rosto e segurando um cartão do Bolsa Família com a ilustração de um cadeado em cima, indicando bloqueio.
Imagem: rafapress e elimam / shutterstock.com – Edição: Seu Crédito Digital

Primeiramente, uma nova modalidade de bloqueio no Bolsa Família foi anunciada pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) em dezembro de 2023. Assim, entrando em vigor a partir de janeiro deste ano. O critério para esse bloqueio é o estado irregular do CPF.

Dessa maneira, os beneficiários têm um prazo de seis meses para regularizar a situação junto à Receita Federal e atualizar seus dados no Cadastro Único. Dessa forma, possibilitando o retorno ao recebimento do Bolsa Família. Todavia, o que caracteriza um CPF irregular?

Entre os motivos estão dados incorretos na base da Receita Federal, falta de declaração do Imposto de Renda para os contribuintes e descumprimento de exigências previamente solicitadas. Ademais, ausência de votação nas últimas eleições ou até mesmo o cancelamento ou suspensão do CPF na base de dados da Receita Federal.

Regularizar CPF

Para regularizar o CPF e garantir a continuidade do recebimento do Bolsa Família, as famílias bloqueadas em janeiro devem verificar a situação do CPF junto à Receita Federal e regularizá-la junto ao órgão. Posteriormente, é necessário realizar a atualização dos dados no CRAS (Centro de Referência de Assistência Social).

Para verificar se o bloqueio do pagamento está relacionado a pendências no CPF, é possível acessar o portal “Meu CPF” da Receita Federal. Basta selecionar a opção “Consultar CPF”, inserir o número do documento e a data de nascimento, e confirmar as informações.

Veja também:

1ª parcela do Bolsa Família em janeiro será liberada quando?

Portanto, manter o CPF regularizado é fundamental para garantir o recebimento contínuo do Bolsa Família. Estar atento às obrigações e realizar as devidas regularizações são passos essenciais para evitar transtornos financeiros para as famílias beneficiárias do programa.

Imagem: rafapress / shutterstock.com – Edição: Seu Crédito Digital