Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Brasileiros estão bastante endividados e sabem pouco sobre finanças; revela pesquisa

Pesquisa revela que brasileiros estão muito endividados e possuem pouco conhecimento sobre finanças, destacando a necessidade de educação financeira.

A educação financeira no Brasil enfrenta desafios significativos, revelando a necessidade urgente de melhorias nessa área. De acordo com uma pesquisa recente realizada pela Onze, fintech especializada em saúde financeira e previdência privada, uma grande parcela da população brasileira está lutando para organizar suas finanças pessoais.

Os dados são preocupantes: 47% dos entrevistados admitiram ter dificuldades em gerenciar seus próprios orçamentos. Esta situação evidencia a falta de conhecimento financeiro básico entre os brasileiros, contribuindo para altos níveis de endividamento e dificuldades econômicas.

Qual a real situação do conhecimento sobre finanças no Brasil?

mãe e filho colocando dinheiro em um cofrinho
Imagem: Rawpixel.com / Shutterstock.com

A pesquisa conduzida destacou um cenário preocupante: 42% dos brasileiros possuem conhecimento limitado sobre finanças pessoais e investimentos. Este dado mostra não apenas uma lacuna educacional, mas também reflete as consequências dessa deficiência nos hábitos de poupança e gestão financeira do dia a dia.

De acordo com o estudo, uma quantidade significativa de pessoas, 54%, não procura ativamente por informações financeiras, muitos por não saberem sequer por onde iniciar.

No entanto, os que buscam se informar tendem a recorrer a plataformas como Google, YouTube e redes sociais, plataformas essas que concentram uma variedade de conteúdos de qualidade variável.

A importância da educação financeira nas escolas

A educação financeira nas escolas é crucial para preparar os jovens para enfrentar os desafios econômicos da vida adulta. Segundo Samuel Torres, diretor de Saúde Financeira da Onze, a falta de foco em educação financeira nas instituições de ensino é um problema estrutural que precisa ser abordado.

Essa deficiência educacional resulta em adultos que, apesar de estarem interessados em melhorar sua saúde financeira, frequentemente recorrem a fontes pouco confiáveis para obter informações. Isso aumenta o risco de tomar decisões financeiras mal informadas, perpetuando ciclos de endividamento e instabilidade econômica.

Como a falta de planejamento financeiro afeta o bem-estar?

O levantamento também observou que 74% dos trabalhadores seriam mais felizes e produtivos se alcançassem estabilidade financeira por meio de um planejamento eficaz. Isso sublinha um aspecto crucial: a saúde financeira está diretamente ligada ao bem-estar geral, incluindo a saúde mental e física.

Veja também:

Calendário do Bolsa Família de JUNHO já está disponível para consulta; confira!

Outros dados sobre da pesquisa

  • 47% não conseguem organizar o orçamento;
  • 59% desconhecem como gerenciar suas finanças;
  • 66% não possuem nenhuma reserva financeira.

A educação financeira é evidentemente uma ferramenta de empoderamento. Ela não apenas equipa os indivíduos com o conhecimento necessário para tomar decisões prudentes sobre dinheiro, mas também incute uma sensação crucial de estabilidade. Portanto, iniciativas para sua promoção e integração desde cedo no currículo escolar poderão ser transformadoras para a próxima geração.

Imagem: @pressfoto / Freepik