Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Brasileiros estão tirando dinheiro da poupança desesperadamente; o que está acontecendo?

Retirada recorde de dinheiro investido dentro da poupança ocorre no Brasil em 2023. Entenda melhor o que influenciou esse movimento!

O da poupança no Brasil desempenha um papel importante na vida financeira dos cidadãos. Essa prática contribui para a estabilidade econômica pessoal, permitindo a acumulação de recursos para emergências, e conquistas futuras. No entanto, parece que o hábito de poupar está cada vez menor, de acordo com novos números alarmantes.

Neste mês de outubro, a Caderneta de Poupança Brasileira testemunhou sua maior retirada de recursos desde o ano de 1995, com um saldo líquido negativo de R$ 12,2 bilhões. Os números alarmaram especialistas e levantaram dúvidas dos consumidores sobre o porquê da retirada recorde.

Entenda a situação

Em outubro deste ano, a Poupança registrou uma entrada de cerca de R$ 3,136 trilhões de reais, enquanto houve resgate de R$ 3,23 bilhões de reais, marcando o terceiro ano consecutivo de saí de dinheiro nesse mês, o que mostra que este é um movimento constante ao longo dos anos.

Veja também:

Nubank libera aumento de limites para curtir a Black Friday: você recebeu?

Em 2023, apenas o mês de junho teve entrada líquida positiva de R$ 2,6 bilhões de reais, com todos os outros meses apresentando resgates. Além disso, nos valores acumulados em 2023, os saques chegam a quase R$ 98,3 bilhões de reais, tendo sido superado apenas em 2021, quando os brasileiros retiraram um valor próximo a R$ 102,1 bilhões de reais da poupança.

Cenário atual do dinheiro dentro da poupança

Apenas no mês de outubro, o Central (BC) anunciou os saques realizados na poupança superaram a os depósitos feitos na caderneta. Assim, somou cerca de R$ 12,16 bilhões de reais. Isso representa um grande em comparação com o mesmo mês do ano de 2022, quando houve retirada de aproximadamente R$ 11 bilhões de reais.

Com essa movimentação, o estoque total dos depósitos na poupança diminuiu para R$ 961,8 bilhões em outubro, em comparação com os R$ 968,3 bilhões de setembro. Esses números refletem a dinâmica dos investimentos e movimentações dos brasileiros no cenário econômico atual.

O que pode ter causado a retirada?

  • Brasil mantém a maior reais do mundo, apesar da redução da Selic. Saques na poupança persistem, mesmo com três quedas consecutivas na Selic, atualmente em 12,25% ao ano.
  • Indicadores também revelam índices alarmantes de endividamento, atingindo cerca de 48% da renda acumulada nos doze últimos meses até agosto, conforme dados divulgados pelo Banco Central. A taxa de média nos bancos diminui para 3,5% em setembro, mas permanece historicamente alta.
  • O lançamento do programa “Desenrola” em julho, visando a e resultando na revisão de R$ 14,3 bilhões em 2 milhões de contratos em dez semanas. Assim, pode ter levado à retirada de recursos para de dívidas.

Imagem: Inked Pixels / Shutterstock.com