Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Bruna Muratori, mulher que mora no Mc Donald’s no Leblon, arrecada R$500 com vaquinha online

Mulher residente no McDonald’s do Leblon, junto com sua mãe, lança uma campanha de arrecadação online. Saiba mais sobre o caso.

Uma história incomum tem capturado a atenção das redes sociais: o McDonald’s, popular restaurante de fast food, tornou-se o lar temporário de Bruna Muratori, 31 anos, e sua mãe Susane Muratori, de 64 anos, moradoras do renomado bairro do Leblon, na zona sul do Rio de Janeiro.

Após a repercussão da história, Bruna decidiu lançar uma vaquinha virtual, com o objetivo ambicioso de arrecadar R$ 10 mil, que serão direcionados principalmente para a obtenção de moradia e apoio na busca por sua formação profissional, uma vez que possui aspiração se tornar paramédica e advogada.

O que motivou Bruna a iniciar uma vaquinha online?

Mulher em frente à um microfone de podcast
Imagem: Reprodução/Youtube

Em uma declaração emocionante em suas redes sociais, Bruna compartilhou que sua vida pessoal foi exposta de forma não desejada, incluindo a propagação de “mentiras e difamações”.

No entanto, essa exposição também gerou encontros com pessoas genuinamente dispostas a ajudar. Impulsionada por esse apoio, Bruna viu na vaquinha online, que até o momento arrecadou apenas a quantia de R$500, uma oportunidade de transformar sua realidade atual e alcançar suas metas profissionais.

Mas então, por que elas optam por permanecer no fast-food?

Contrariando suposições, Bruna esclareceu que não reside no McDonald’s, sendo apenas uma cliente regular. Além disso, revelou ter recebido uma oferta de emprego devido à sua fluência em inglês, que optou por recusar.

Carregando cinco malas, mãe e filha passam o dia inteiro no estabelecimento. O McDonald’s opera das 7h às 5h, e enquanto aguardam a reabertura para ocupar novamente as mesas do fast-food, as duas permanecem do lado de fora durante esse intervalo.

Elas relatam encontrar dificuldades para alugar um imóvel na região, o que as levou a passar tempo no estabelecimento. No entanto, para Bruna e Susane, essa situação não representa um problema.

Bruna mantém o ânimo para o futuro da vaquinha

Apesar do modesto começo, Bruna está otimista quanto ao futuro da vaquinha.

Veja também:
Corpus Christi: feriado para todos ou apenas alguns?

Ela acredita que o financiamento coletivo pode ajudá-la a cobrir os custos iniciais de um novo apartamento, além de auxiliar na consolidação de sua carreira em saúde e direito.

Imagem: Reprodução/Youtube