Pedro Guimarães, presidente da Caixa, acaba de anunciar que o banco está tomando diversas medidas para ajudar a economia brasileira na crise do coronavírus. Dentre elas, uma das que mais chamam a atenção é principalmente que a Caixa agora reduz muito os juros do cartão de crédito. A taxa que era de 4,95% ao mês caiu para 2,9% ao mês. Isso quer dizer que se você não conseguir pagar seu cartão de crédito, os juros serão muito menores do que normalmente eram. Além do rotativo, o parcelamento do cartão de crédito também sofreu redução de 7% ao mês para 2,9% ao mês.

É provável que você também goste:

Coronavírus: como ganhar dinheiro na internet como freelancer

Cartão de crédito Caixa SIM: anuidade ZERO e disponível até para NEGATIVADOS

Caixa reduz juros do cartão de crédito a 2,9%

Segundo Guimarães, “Antes da gente assumir o governo, o presidente, o ministro Paulo Guedes, meu chefe, tínhamos 14% de taxa de juros ao mês. Reduzimos primeiro para 8%, depois para 4,9% e agora estamos anunciando neste momento uma redução para 2,9%. Uma taxa recorde, no sentido de ser menor. (São) 41% em termo de redução”.

Prazo de 90 dias para pagar dívidas na Caixa

Para ajudar nesta crise, a Caixa reduz juros e, além disso, ampliou de 60 para 90 dias o prazo de carência para dívidas junto ao banco, incluindo empréstimos e financiamento imobiliário. Sendo assim, se você tem um empréstimo ou qualquer outra dívida com a Caixa, poderá adiar essa dívida por 3 meses.

O Presidente ainda informou que, dependendo da gravidade da crise do coronavírus, esse prazo poderá ser postergado ainda mais. A pausa na cobrança vale para o Crédito Pessoa Física, Crédito Pessoa Jurídica, CAIXA Hospitais e Crédito Habitacional Pessoa Física e Pessoa Jurídica.

O presidente do banco salientou que “se for necessário, nós ampliaremos para 120 dias, 150 dias. O que for necessário a Caixa fará para ajudar os brasileiros.

Caixa dá mais crédito para empresas

Além das facilidades com as dívidas, a Caixa também vai ajudar pequenas e médias empresas, oferecendo crédito para bancar a folha de pagamento e, assim, poder manter os seus funcionários. Na semana passada, o banco havia anunciado uma injeção de R$ 78 bilhões na economia através das empresas. Entretanto, o banco aumentou o investimento para R$ 111 bilhões.

Desses, R$ 60 bilhões vão para o capital de giro, que nada mais é do que o dinheiro em caixa que a empresa tem. Para o cidadão do campo, a Caixa anunciou o crédito rural emergencial de R$ 6 bilhões. Já para a saúde, a Caixa anunciou o crédito para as Santas Casas de R$ 5 bilhões.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: cifotart, via Shutterstock.