Citi quer ser 100% digital no Brasil e, assim, dar a melhor experiência para seus clientes alta renda. Segundo o chefe global de canais digitais do Citi, o indiano Tapodyuti Bose, e o executivo de canais digitais Driss Temsamani, a digitalização é a única maneira dos bancos sobreviverem no atual contexto em que se encontram, que é a competição com as fintechs.

É provável que você também goste:

Como fazer o melhor empréstimo pessoal online URGENTE e sem depender de financeiras.

Conta PJ do Nubank: tudo o que já sabemos e quando será lançada?

PagBank é opção sem consulta ao SPC/Serasa e você pode ganhar dinheiro indicando.

Citi quer ser 100% digital no Brasil e dar a melhor experiência para seus clientes

O Citi é voltado tanto para empresas (o que inclui as fintechs) como para clientes alta renda e pretende ser um banco 100% digital.

“Queremos ser o que nossos clientes querem que sejamos. E o modelo bancário tradicional não oferece mais a experiência que os clientes desejam”, disse Temsamani ao Valor Econômico.

As fintechs, portanto, não são apenas concorrentes ou empresas parceiras, mas também clientes. Por isso, há ainda mais um motivo para digitalizar os processos. “O Citi quer ser o banco dessas empresas digitais”, disse Bose.

Atrás apenas do Santander Brasil, o Citi é o segundo maior banco estrangeiro do país, possuindo R$ 79 bilhões em ativos. De acordo com o Valor, o Citi Brasil se tornou a quinta maior operação de atacado do Citi no mundo.

Além disso, no primeiro semestre deste ano, o lucro líquido do banco no Brasil aumentou 19,6% em relação ao mesmo período do ano passado e fechou em R$ 706 milhões.

Gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Acompanhe os nossos artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto das fintechs.