Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Cartão de Crédito Clonado? Saiba o que fazer e como se proteger disso

Veja as situações em que esse tipo de crime acontece

0

Não tem jeito: desde a invenção do cartão de crédito, sempre existe a possibilidade de receber a infeliz notícia de que seu cartão de crédito foi clonado. Mesmo hoje, com a possibilidade de cartões em tese mais seguros, você não tem 100% de garantia de que os seus dados não serão roubados. Mas o que fazer quando esse tipo de situação acontece? A seguir, confira tudo o que você sempre quis saber sobre clonagem de cartão de crédito.

É provável que você goste também

Empresas do Cubo Itaú oferecem dezenas de vagas de emprego

Binance agora vende Bitcoin com cartão de crédito Visa ou Mastercard

Como funciona a clonagem de cartão?

Falamos que um cartão foi clonado quando todos os dados presentes no seu cartão são transferidos para outro. Assim, é possível que terceiros façam compras no seu nome, e também usem seus dados e outras informações bancárias.

Porém, apesar de a maioria dos cartões brasileiros possuírem chip, o que reduz bastante o número de fraudes por dificultar a cópia dos dados, os criminosos deixam de insistir na clonagem física através de leitores alterados implantados em caixa eletrônicos e máquinas de pagamento, para atracar online em sites ou aplicativos.

Em que situações isso pode acontecer?

Dessa forma, a clonagem de cartão de crédito pode acontecer da forma mais fácil, rápida e muitas vezes inocente que você possa imaginar. Além disso, se seu cartão não possui chip, é ainda mais fácil de cloná-lo, uma vez que você pode ser clonado em caixas eletrônicos de bancos ou 24horas. Para isso, basta o uso de um leitor adulterado e a copia da trilha magnética que existe atrás do cartão.

Já cartões com chip são mais difíceis de clonar em locais físicos. Entretanto, existem criminosos que instalam um sistema em máquinas de pagamento. Com isso, eles conseguem ler as informações do chip e copiar os dados. É possível também ter seu cartão clonado em site de compras, ou aplicativos com cobranças internas. Então, os golpistas não precisam mais ter o cartão físico para aplicar o golpe. Basta ter seu nome, data de validade e código de segurança.

O que fazer no caso de clonagem de cartão de crédito?

Portanto, se você olhar o extrato da sua conta ou fatura do seu cartão e perceber que teve cobranças de gastos que não fez, pode ter sofrido a clonagem do cartão. Nesse caso, o primeiro passo SEMPRE é pedir o bloqueio ou cancelamento imediato do cartão. Depois, tire um tempo e analise cada cobrança que você não reconhece.

Em seguida, faça um B.O. (boletim de ocorrência), pois se chegar qualquer protesto em seu nome, você tenha mais comprovantes de não era você usando o cartão. Enfim, é preciso fazer um alerta de documentos roubados, furtados ou perdidos. Para isso, basta acessar o Alerta de Documentos Serasa.

Por fim, como a principal forma de clonar cartões hoje é através de compras online, a dica é usar um cartão virtual para fazer as compras e evitar sempre que sites usem seus dados.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Comentários
Carregando...