Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Como ‘fugir’ do pente-fino do Bolsa Família?

Com o novo governo se aproximando, o Bolsa Família passará a ter novas regras; entenda quais são e veja se você atende aos requisitos.

Com a vitória de Lula nas eleições, que agora cumprirá um terceiro mandato, a equipe do petista anunciou que o Bolsa Família, programa social criado em 2004, deve voltar.

O programa vai substituir o atual Auxilio Brasil a partir de 2023 e, com isso, haverá mudança nas regras para ter acesso ao benefício. A próxima administração garante que irá realizar uma auditoria minuciosa do cadastro dos beneficiários para garantir que tudo esteja correto com o benefício.

Todo o processo envolverá técnicos do Ministério da Cidadania, a fim de observar qualquer suposto abandono do Cadastro Único, impedindo, assim, a possibilidade de fraudes. 

Se o plano for seguido, a investigação dos registros pode revelar suspeitas de fraude e, caso descoberto, a família pode ter o benefício cancelado.

Regras do Bolsa Família 

Alguns dos requisitos que eram utilizados durante o primeiro período do programa podem retornar. Com isso, a equipe de transição acredita que, como condição para ter o benefício, será necessário um cartão nacional de vacinação e a presença de pelo menos 85% das crianças e adolescentes na escola.

Além da escola, deve ser levado em consideração as ações socioeducativas envolvendo crianças, como uma maneira de combater o trabalho infantil. Também será levado em regra o acompanhamento de gestantes e lactantes. 

Valores a serem pagos 

A proposta que Lula e sua equipe idealiza é de manter as parcelas de R$ 600, que atualmente atende os beneficiários do Auxílio Brasil. E esta será a regra durante toda a vigência do Bolsa Família. Além disso, famílias com crianças de 6 anos podem contar com um adicional de R$150.

Neste último mês do ano, aqueles que têm direito ao Auxílio Brasil recebem o pagamento da parcela final. Também segue mantido o vale-gás com seu pagamento final.

Esses dois benefícios foram alterados durante as eleições com a aprovação da Emenda Constitucional nº 123. Mudança que fez com que as parcelas de R$ 400 do Auxílio Brasil passassem para R$ 600.

Imagem: rafapress / Shutterstock.com