Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Confira como emitir o Darf para pagar o Imposto de Renda

Saiba mais sobre o pagamento do Imposto de Renda 2024, incluindo prazos, emissão do DARF e formas de pagamento

À medida que o prazo de entrega da declaração de Imposto de Renda de 2024 se aproxima do fim, milhões de brasileiros descobrem que devem mais impostos do que o previamente retido. Assim, para aqueles que precisam acertar as contas com o Leão, entender as regras e opções de pagamento é essencial.

Dessa forma, após a submissão da declaração, a Receita Federal informa se há impostos a pagar. Este ano, milhões de contribuintes foram notificados sobre a necessidade de complementar o imposto devido através do pagamento via DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais).

Veja também:

Confira como dar entrada no BPC para pessoas com Transtorno do Espectro Autista

Emissão do Darf do Imposto de Renda

Portanto, o DARF é o documento utilizado para a quitação de débitos tributários. Sua emissão pode ser feita online, através do portal e-CAC da Receita Federal, permitindo o pagamento em cota única ou parcelado. Dessa forma, as regras para o parcelamento do Imposto de Renda são:

  • Parcelamento mínimo: O valor de cada parcela não pode ser inferior a R$ 50;
  • Limite de parcelas: O imposto pode ser parcelado em até oito vezes;
  • Cota única: Se o imposto devido for inferior a R$ 100, o pagamento deve ser realizado em cota única.

Além disso, também é possível pagar o Imposto de Renda em débito automático. No entanto, para optar por essa modalidade desde a primeira parcela, foi necessário enviar a declaração até dia 10 de maio. Caso contrário, somente será possível a partir da segunda parcela.

As iniciais DARF em um pedaço de papel sobre uma calculadora com moedas de R$ 1 na composição.
Imagem: rafastockbr/ shutterstock.com

Pagamento do tributo

Enfim, para emitir o DARF da primeira parcela, utilize o programa da declaração do Imposto de Renda ou o aplicativo Meu Imposto de Renda (disponível para Android e iOS). Assim, para as parcelas subsequentes, é necessário acessar o portal e-CAC ou o Sicalc mensalmente para calcular e emitir o documento com os acréscimos de juros. Por fim, confira o calendário de pagamentos das parcelas:

  • 1ª parcela ou cota única: 31 de maio;
  • 2ª parcela: 28 de junho;
  • 3ª parcela: 31 de julho;
  • 4ª parcela: 30 de agosto;
  • 5ª parcela: 30 de setembro;
  • 6ª parcela: 31 de outubro;
  • 7ª parcela: 29 de novembro;
  • 8ª parcela: 30 de dezembro.

Imagem: rafastockbr/ shutterstock.com