Faltando um pouco mais de 1 mês para o prazo final de entrega da declaração do Imposto de renda, muitos contribuintes já entregaram suas declarações. Agora, a grande expectativa fica em torno da restituição do Imposto. Porém, existe um calendário para essa restituição e muitas pessoas preferem recorrer aos bancos e fazer um empréstimo, uma boa maneira de antecipar a restituição. Mas será que o empréstimo de antecipação do Imposto de Renda não seria algo arriscado? É o que você irá descobrir neste artigo.

É provável que você também goste:

Como solicitar empréstimo sem consulta ao SPC e Serasa na Caixa com o FGTS?

Para quem precisa do dinheiro com mais urgência, um empréstimo pode ser uma boa saída. Entretanto, o contribuinte deve levar alguns aspectos importantes. Além disso, antes de mais nada, o contribuinte deve tomar muito cuidado para não cair na malha fina. Portanto, a declaração do Imposto de Renda deve estar muito bem feita.

Cuidados ao pedir um empréstimo de antecipação do Imposto de Renda

Não caia na malha fina

Este é o primeiro cuidado que se deve ter, pois se você cair na malha fina, não receberá a restituição conforme o calendário. Neste caso, você não terá como pagar o empréstimo solicitado nos bancos. Portanto, contrate um bom contador que faça uma análise minuciosa em sua declaração do Imposto de Renda.

Juros

Este é o principal cuidado que os contribuintes devem ter. Os juros que estão embutidos quando é feito o empréstimo, podem ser um grande problema. Porém, se for para quitar alguma dívida com juros mais altos, poderá valer a pena. Por exemplo, se o dinheiro for usado para quitar uma dívida do cartão de crédito, pode valer muito a pena. Os juros do cartão de crédito podem chegar à 334,5% ao ano, enquanto um empréstimo pode variar de 1,79 a 4,36% ao mês

Melhores opções para empréstimo de antecipação do Imposto de Renda

Banco do Brasil

Taxa de juros: A partir de 1,89% ao mês

Limite de empréstimo: R$ 20 mil

Bradesco

Taxa de juros: A partir de 1,79% ao mês

Limite de empréstimo: R$ 50 mil

Caixa Econômica Federal

Taxa de juros: A partir de 2,10% ao mês

Limite de empréstimo: R$ 30 mil

Obs: Diferentemente dos outros bancos que antecipam 100% do valor, a Caixa permite antecipar até 75% do total.

A Caixa permite antecipar até 75% do total, fixado em até 30.000 reais. Os juros são a partir de

Itaú

Taxa de juros: A partir de 1,99% ao mês

Limite de empréstimo: R$ 10 mil

No Itaú, os porcentuais partem de 3,13%, com empréstimo limitado a 10.000 reais. No Santander, as taxas variam entre 1,99% e 4,36% ao mês.

Considerações finais

Então, pedir um empréstimo de antecipação do Imposto de Renda pode não ser uma má ideia, se forem tomados os cuidados necessários. Mas lembramos novamente, faça uma declaração impecável para não cair na malha fina do ”leão”.

Enfim, gostou do artigo?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Acompanhe nossos artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das fintechs.