Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Estados Unidos vão ajudar pequenas empresas de Cuba, entenda!

Estados Unidos planejam apoiar pequenas empresas em Cuba, promovendo a estabilidade econômica e o desenvolvimento regional. Saiba mais!

O Departamento do Tesouro dos EUA introduziu nesta semana inovações regulatórias que prometem transformar o panorama empresarial em Cuba. Essas mudanças são uma tentativa de incentivar o crescimento do setor privado na ilha, além de aumentar as possibilidades de desenvolvimento digital e acesso a serviços financeiros fundamentais para os empreendedores cubanos.

Uma vantagem notável dessas medidas é a oportunidade para empresários cubanos de abrir contas bancárias nos EUA, simplificando transações financeiras internacionais e favorecendo a expansão de negócios. Além disso, a autorização para transações “U-turn” foi restaurada, facilitando a movimentação de fundos globalmente.

Como funcionam as novas oportunidades para empreendedores cubanos?

Imagem de Havana, em Cuba. Prédios coloridos e antigos, carro antigo e bandeira de Cuba hasteada
Imagem: Port_Folio/ Shutterstock.com

Além da maior flexibilidade bancária, essas novas regulamentações permitem que empresários em Cuba utilizem plataformas de pagamento online baseadas nos EUA, que até então representavam um grande desafio devido às restrições preexistentes. Este avanço é essencial para que pequenas empresas cubanas compitam em um mercado cada vez mais digital e interconectado.

De acordo com autoridades dos EUA, essas mudanças visam apoiar expansivamente a “livre iniciativa” em Cuba. Em tempos de desafios econômicos, as pessoas veem proporcionar aos cubanos ferramentas para impulsionar seus próprios negócios como um caminho para a estabilização econômica e redução da imigração irregular.

Perspectiva futura para Cuba

Essa nova política é parte do cumprimento de promessas prévias do governo Biden, que visa oferecer mais recursos e autonomia aos empresários cubanos. Ao detalhar a estratégia, representantes do governo enfatizaram o cuidado em não beneficiar diretamente autoridades governamentais cubanas com essas alterações, focando no fortalecimento do setor privado.

Veja também:

Em dois anos, nunca ninguém ganhou o prêmio principal da +Milionária

Os benefícios previstos vão além do crescimento econômico, abrangendo a independência e autossuficiência dos cubanos que, com mais ferramentas e oportunidades, podem depender menos do apoio estatal para suas necessidades básicas. Assim, as medidas são também um estímulo à inovação e empreendedorismo individual e coletivo na ilha.

Imagem: Port_Folio/ Shutterstock.com