Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Evite erros no cadastro e garanta o desbloqueio do auxílio de R$ 5,1 mil do governo

Saiba como erros no seu cadastro podem bloquear a liberação de auxílio do governo e descubra como evitar problemas com dicas práticas!

No último 25 de junho, as prefeituras encerraram o período de cadastro para o Auxílio Reconstrução, destinado às famílias afetadas pelas grandes enchentes de maio de 2024, no Rio Grande do Sul. Este programa tem como finalidade oferecer suporte financeiro direto do governo federal, totalizando R$ 5,1 mil por família elegível.

Entretanto, é fundamental estar atento aos detalhes do cadastro para não perder esse benefício. Os erros na hora de preencher as informações podem levar ao bloqueio do benefício. Saiba mais informações a seguir!

Erros no cadastro podem bloquear Auxílio Reconstrução

Pessoa segurando várias notas de R$ 50 representando auxílio.
Imagem: rafastockbr / shutterstock.com

O mecanismo do programa exige que as demandas sejam submetidas pelas prefeituras à esfera federal. Portanto, o papel dos municípios é crucial para identificar e cadastrar todos os domicílios elegíveis que foram prejudicados pelas enchentes.

Veja também:

INSS expande telemedicina: saiba onde você pode ser atendido de forma remota

Por meio de um formulário eletrônico, o responsável pela moradia afetada preenche os dados necessários para concorrer ao auxílio. Logo, entre os erros mais comuns no cadastro, estão:

  • Registro de CPFs não válidos para algum membro da família ou para o responsável principal;
  • Existência de múltiplos cadastros para um único beneficiário ou endereço;
  • Divergências nos endereços listados para membros de uma mesma família;
  • Inconsistências na forma de preenchimento do nome, com a inclusão de acentos, traços e espaços indevidos.

Como evitar problemas com o cadastro?

Sendo assim, para garantir que seu pedido de Auxílio Reconstrução seja processado sem contratempos, é fundamental seguir algumas recomendações:

  • Remover acentos e caracteres especiais ao digitar os nomes;
  • Não incluir espaços, traços ou pontos em números como os de celular, CEP ou CPF;
  • Assegurar-se de que o endereço listado tenha a complementação correta, especialmente em locais com mais de uma residência;
  • Fazer apenas um cadastro por unidade familiar, incluindo todos os moradores da residência;
  • Revisar todos os dados informados antes de finalizar o cadastro, principalmente o número de CPF de cada membro.

Por fim, após a submissão dos dados pelas prefeituras, o governo federal faz a verificação e atualização dos status dos beneficiários. É possível consultar a disponibilidade e a aprovação do Auxílio Reconstrução por meio da aba “Sou Cidadão” no site do governo. Uma vez aprovado, os passos para a validação são simples e garantirão que o cidadão receba seu benefício de maneira eficiente.

Imagem: rafastockbr / shutterstock.com