Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Ex-jogador de futebol ganhador da Copa do Mundo morre aos 78 anos

Um ex-jogador de futebol e ícone mundial morre aos 78 anos. Saiba mais informações sobre o falecimento e a sua carreira.

O mundo do futebol está em luto. O ex-jogador alemão Franz Beckenbauer, campeão da Copa de 1974, morre aos 78 anos no último domingo (07). A informação é da DPA, agência de notícias do país europeu.

A família ainda publicou um pronunciamento nesta segunda-feira (08). A nota afirma que ele morreu em paz e cercados dos seus familiares. Saiba mais informações sobre o falecimento dessa lenda do futebol mundial a seguir.

Ex-jogador Franz Beckenbauer morre aos 78 anos

Ex-jogador Franz Beckenbauer morre aos 78 anos.
Imagem: Reprodução / Instagram @franzbeckenbauer

Conhecido como “Kaiser”, Franz Beckenbauer teve uma trajetória marcante tanto nos gramados quanto fora deles e deixará um legado importante no esporte. Ademais, a morte do ex-jogador acontece poucos dias depois da partida de Mário Jorge Lobo Zagallo, ícone do futebol brasileiro.

Nascido em Munique, na Alemanha, jogou a maior parte de sua carreira profissional no Bayern de Munique. Assim, ao longo de sua trajetória no clube, conquistou três vezes a Liga dos Campeões (1973-74, 1974-75 e 1975-76). Além disso, foi capitão da seleção alemã campeã da Copa do Mundo de 1974 e treinou a mesma seleção na conquista da Copa do Mundo de 1990.

Também teve uma passagem pelo New York Cosmos, onde atuou ao lado de Pelé, um dos grandes nomes do futebol brasileiro. Sua transição para a carreira de treinador foi bem-sucedida, tendo comandado seleção alemã, Olympique de Marseille e Bayern de Munique. Ainda, o ex-jogador também ocupou cargos de liderança na Federação Alemã e na Fifa.

Legado para o esporte

O ex-jogador e treinador alemão, que morreu no último domingo, era um dos três no mundo que ganharam uma Copa do Mundo tanto como jogador quanto como técnico. Participou do evento vitorioso da Alemanha em 1974 como jogador e em 1990 como técnico.

Além dele, os únicos que conseguiram tal feito foram Zagallo (Brasil) e Didier Deschamps (França). Sendo assim, sua trajetória marcou uma geração, não só na Alemanha, mas em todo o mundo. Logo, o ex-jogador morre mas deixa um legado para o esporte.

Imagem: Ground Picture / shutterstock.com