Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

É possível fazer uma poupança com cartão de crédito?

0

A fintech Monis decidiu inovar no ramo de investimentos e mudar o papel do cartão de crédito. Muitos acreditam que o cartão de crédito é o grande vilão financeiro dos brasileiros, mas ele pode auxiliar – e muito – na organização financeira dos usuários.

É provável que você também goste:

Quanto rende R$ 10 mil na conta do Nubank após a alta da Selic?

C6 Bank zera tarifa da conta internacional para clientes Carbon

Banco Inter presenteia clientes com 60 dias do Plano Odonto e Seguro Família Tranquila grátis

Trilhando esse caminho, a Monis propõe que o cartão de crédito seja um aliado e uma ferramenta para que as pessoas consigam guardar dinheiro. Por isso, possui um modelo de assinatura para incentivar a disciplina financeira: é a poupança por assinatura no cartão.

Como investir como o cartão de crédito?

Essa assinatura funciona da seguinte forma: os clientes definem qual o valor dos seus objetivos ou sonhos e quanto querem guardar para atingi-los. 

A quantia determinada é debitada semanalmente, com o saldo crescente e o investimento acompanhado por meio de aplicativo ou do site da fintech.

André Vilar, CEO e cofundador da Monis, à EXAME Invest, afirmou que “a forma como as pessoas guardam dinheiro é muito importante dar consistência ao hábito, mais do que a vontade. Pensamos em uma ferramenta para ajudá-las a conquistar seus sonhos e objetivos sem depender de uma mudança de comportamento da noite para o dia”.

“Por que as pessoas gastam tanto com o cartão? Por causa da facilidade. Usamos essa facilidade a favor das pessoas”, completou Vilar.

Esse  modelo de investimento atraiu o interesse de gigantes como Itaú Unibanco e Americanas, com os quais a Monis acertou parcerias para oferecer a solução aos seus clientes, para que possam poupar e atingir os objetivos.

Vilar atribui a aceleração do crescimento ao efeito de rede do serviço e ao lançamento do aplicativo, algo que fez aumentar o engajamento dos usuários. Os valores poupados vão de R$ 25 a R$ 1.000 por semana, que são debitados do cartão.

“Optamos por depósitos semanais para facilitar a visualização dos hábitos das pessoas, para que elas se perguntem: ‘O que eu gasto na semana que custa 25 ou 50 reais?’ É um almoço fora, um pedido de delivery ou algo que ela compra em uma loja por impulso, por exemplo’”, explicou Vilar.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Have a nice day Photo / Shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -