Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Franquias oferecem a menor taxa de mortalidade entre as empresas

0

Um levantamento realizado pela ABF – Associação Brasileira de Franquias, indica que a taxa de fechamento entre franquias foi de apenas 2,9%, com a menor taxa de mortalidade entre as empresas. Entre as empresas normais, segundo o estudo Sobrevivência das Empresas no Brasil, organizado pelo SEBRAE, este percentual sobe para aproximadamente 25%. Ou seja, diante da crise, a escolha por uma franquia na hora de empreender é muito mais segura.

É provável que você também goste:

Descubra tudo o que não te contaram sobre empréstimo online

Franquias oferecem a menor taxa de mortalidade entre as empresas

Primeiramente, os indicadores do segmento de franquia são positivos considerando a abertura de novas lojas, faturamento e contratações. Enfim, os dados mais recentes da ABF são relacionados ao terceiro trimestre de 2019 e apontam para um crescimento de 6,7% no número de lojas; 5,3% no faturamento e 4% no número de empregos (acumulado 2019).

O diferencial das franquias, segundo Américo José, da Cherto Consultoria, está no fato de que elas oferecem justamente o que a pesquisa do Sebrae aponta como principal dificuldade das empresas: planejamento (que vai do ponto de venda às estratégias mercadológicas), formação e suporte para gestores. A falta disso, pode acelerar a mortalidade entre as empresas.

Portanto, confira logo a seguir, algumas dicas do consultor, responsável por várias redes de franquia, entre elas a da Provanza, no segmento de produtos de higiene e beleza.

Disposição

“Quando alguém planeja um negócio, a primeira pergunta a ser feita é: será que eu realmente estou disposto? Tenho tempo para me dedicar, vou entender e abraçar as mudanças, a necessidade de dedicação e os sacrifícios necessários antes, durante a após a abertura da empresa? Empreender não é modismo, é escolha de vida. A pessoa tem que estar disposta a correr riscos, a dedicar-se, a mudar seu estilo de vida. Ademais, inicialmente há uma transição entre a segurança da carteira assinada e os desafios do empreendedorismo. Eu realmente estou pronto?”

Afinidade

“Que tipo de negócio eu quero abrir? Será que vou me dar bem em qualquer segmento ou tem algum onde não vou funcionar? Por exemplo, quem investe em uma padaria, tem que gostar de acordar cedo porque a primeira fornada de pães começa antes das 6 da manhã. Isso pode não combinar com o estilo de vida noturno, por exemplo. É preciso escolher algo que a pessoa goste de fazer, que tenha prazer e que combine com seu estilo de vida”.

Riscos

Primeiramente, o que pode dar certo, errado e o que precisa ser feito ao abrir um novo negócio? Quais os riscos do processo? Consigo fazer o planejamento integral ou será necessário buscar apoio? Aqui, o modelo de franquia apresenta uma grande vantagem. Ele já foi testado e validado pela franqueadora e por sua rede de lojas franqueadas. As respostas já existem e o apoio especializado faz parte do contrato.”

Dedicação

“Independente do negócio, seja ele franquia ou não, é preciso trabalhar muito para fazer sucesso. As franqueadoras oferecem todo o suporte, da escolha do ponto ao layout, do marketing dos produtos aos sistemas de gestão. Entretanto, quem fica na linha de frente é o empreendedor. É ele que tem que abrir e fechar a loja, garantir estoque, qualificar pessoas, fazer vendas. O negócio não se toca sozinho nem com a presença exclusiva dos colaboradores. A presença do dono no dia a dia continua importante”.

Suporte do franqueador

“As marcas franqueadoras têm estruturas completas de suporte, que são apresentados ainda na fase de planejamento, quando é assinada a Circular de Oferta de Franquia (COF). A partir dessa etapa, o empreendedor deve levantar todas as informações possíveis. Ele pode visitar lojas, conversar com outros franqueados, estudar dados financeiros, visitar a franqueadora e ter acesso a informações que subsidiem a sua decisão. A COF ainda não é o contrato e possibilita um tempo de namoro e entendimento do negócio”.

Pesquisa

“O empreendedor deve pesquisar muito antes de decidir entre várias franquias. A idoneidade da franqueadora, sua saúde financeira, sua história, suas instalações, etc. É preciso saber como vai funcionar a operação, os serviços de suporte, pós venda, divulgação, etc.”

Erros

“O mal dimensionamento do capital a ser investido é um dos principais problemas dos empreendedores de primeira viagem. Muitos acreditam que vão conseguir retorno antes do prazo estabelecido e se planejam mal financeiramente. Por mais sucesso que uma empresa tenha, não é do dia para a noite. É preciso paciência, tempo e alinhamento de expectativas entre franqueada e franqueador. Por fim, cabe também uma boa conversa em família, porque a rotina vai mudar e os impactos serão sentidos por todos. Ser dono é bem diferente de ser empregado”.

Enfim, gostou da matéria sobre franquias?

Então, siga o nosso canal do YouTube, e nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.

Fonte: Provanza

Imagem: one photo via shutterstock

- Publicidade -

Comentários
Carregando...