Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Fraude no PIX: veja o que fazer se você for uma vítima

Se você já caiu em algum golpe ou fraude do PIX, sabe como a situação pode ser desesperadora. Mas existe um jeito de contornar o problema!

Desde o seu lançamento, o PIX conquistou o cenário financeiro brasileiro como uma revolução em termos de praticidade e rapidez nas transações eletrônicas. No entanto, como toda inovação tecnológica, o PIX também trouxe consigo desafios, sendo um dos mais problemáticos o aumento das fraudes.

À medida que o PIX se tornou uma peça central nas transações cotidianas, os golpistas encontraram maneiras de explorar suas vulnerabilidades. Mas, a boa notícia é que desde então vem se criando novas maneiras e leis para se proteger do prejuízo.

Como se proteger de fraudes no PIX

Para prevenir os prejuízos de golpes e fraudes no PIX, o Banco Central criou o MED, Mecanismo Especial de Devolução. Esse conjunto de regras foi criado justamente para facilitar as devoluções em caso de fraudes, aumentando assim a possibilidade da vítima recuperar os valores.

Veja também: Saiba como ter uma loja online do Magalu

Na imagem, logo do Pix e um golpista invadindo computador enquanto fala ao telefone.
Imagem: chingyunsong / shutterstock.com – Edição: Seu Crédito Digital

O primeiro passo para isso acontecer é entrar em contato com o seu banco para notificar o ocorrido e já abrir a solicitação de devolução dos valores. Depois, caso necessário, abra também uma reclamação informando todos os detalhes do ocorrido. Quanto mais informações, melhor. Junte também documentos e o Boletim de Ocorrência (B.O).

Com a sua solicitação, o banco deve registrar uma notificação de infração no sistema do Banco Central. Dessa forma, o banco do golpista que cometeu a fraude no Pix irá bloquear os valores recebidos. Assim, terá início um processo de análise do caso.

Quanto tempo leva para o dinheiro da fraude no Pix voltar para a conta?

De acordo com o Banco Central, após 7 dias, se for comprovado o golpe ou a fraude no Pix, o dinheiro roubado será devolvido em até 96 horas (4 dias). Mas, caso não haja saldo o suficiente na conta do golpista para efetuar a devolução, o banco deve monitorar essa conta durante 90 dias para que qualquer valor depositado nela seja redirecionado para a devolução.

Se mesmo assim a situação não for resolvido, o Banco Central indica duas opções:

  • Procurar o Procon de seu estado ou o Poder Judiciário; 
  • Registrar uma reclamação no BC.

Em ambos os casos, é importante juntar todas as provas do ocorrido para agilizar a resolução do problema.

Imagem: rafapress / shutterstock.com