Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Golpes contra servidores: descubra quais são eles e saiba como se proteger!

Os golpes online contra servidores públicos estão cada vez mais comuns. Saiba mais sobre eles e como evitá-los!

Com o avanço tecnológico, os golpes cibernéticos têm se tornado uma ameaça crescente e os servidores públicos passaram a ser um dos principais alvos dessas investidas criminosas. Os golpes variam desde engenharia social, em que e-mails falsos solicitam informações pessoais, até ataques de vírus que impedem o acesso aos arquivos do computador

Portanto, saiba mais sobre quais são os métodos dos criminosos a fim de evitar cair neles. Continue a leitura para mais informações!

Quais são os golpes contra servidores mais comuns?

Cibercriminoso com parte do rosto coberta com capuz e máscara usando o computador para aplicar golpes, por trás dele há uma tela com códigos de programação.
Imagem: Grustock / shutterstock.com

Além dos exemplos citados acima, há também as fraudes de suporte técnico, em que os criminosos posam como técnicos de empresas renomadas de tecnologia para obter acesso remoto aos sistemas dos servidores.

Outro golpe comum é a “compra de precatórios”. Nele, bandidos tentam se aproveitar de decisões judiciais favoráveis aos funcionários públicos para obter vantagens financeiras.

Saiba mais sobre as fraudes

Ademais, conforme o advogado Roberto Marinho contou ao jornal Extra, é muito comum a realização de empréstimos fantasmas no nome dos servidores, que só descobrem a fraude quando o valor começa a ser debitado no contracheque.

Sendo assim, criminosos se aproveitam do fato de que os servidores estatutários podem ter descontos direto na folha de pagamento, o que facilita a concessão de empréstimos consignados em valores elevados.

Como o servidor público pode proteger-se?

É imprescindível que os servidores públicos adotem medidas proativas para proteger seus dados contra golpes. Portanto, isso inclui manter o software de antivírus atualizado, realizar backups regulares dos arquivos importantes e não compartilhar informações confidenciais com fontes não verificadas.

Quando houver suspeita de tentativa de fraude, o servidor deve comunicar o incidente às autoridades competentes e buscar orientação junto aos sindicatos. Assim, eles podem oferecer suporte para a vítima, além de encaminhamento para as medidas adequadas a se tomar.

Veja também:

A ascensão do e-commerce: estudo aponta que o setor dobrará seu faturamento até 2026

Chyntia Pena, advogada especialista em administração pública, também ao jornal Extra, ressalta que os servidores aposentados são os principais alvos. O motivo é que, muitas vezes, a aposentadoria é menor do que o salário de quando estavam na ativa. Desse modo, isso os torna mais inclinados a acreditar em ofertas tentadoras, por exemplo.

Imagem: Grustock / shutterstock.com