Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Governo não aprova aposentadoria com 55 anos!

Governo não aprova aposentadoria com 55 anos. Mudanças nas regras de aposentadoria continuam a impactar os segurados.

Recentemente, uma onda de informações equivocadas sobre a aposentadoria especial aos 55 anos tomou conta das redes sociais e causou confusão entre os trabalhadores. Contrariando esses rumores, não houve qualquer aprovação de mudança nas regras por parte do governo atual.

É essencial esclarecer que a aposentadoria especial é destinada aos profissionais que trabalham expostos a condições prejudiciais à saúde ou integridade física. Com o intuito de facilitar o entendimento, desdobramos a verdadeira natureza dessa modalidade previdenciária e as implicações trazidas pela reforma da previdência.

O que é Aposentadoria Especial?

Casal de idosos lendo notícia em notebook, eles utilizam calculadora e seguram alguns papéis.
Imagem: Reprodução/Shutterstock

aposentadoria especial foi estabelecida pela Lei 3.807/60 e propõe uma compensação aos trabalhadores que se expõem a riscos ou agentes nocivos durante o exercício de suas funções.

Este benefício permite que o segurado se aposente mais cedo, em comparação aos demais trabalhadores, desde que cumpra critérios específicos pré-determinados.

Veja também:

Pix extra de até R$ 1772 para idosos, saiba como receber!

Como Funciona a Aposentadoria Especial Após a Reforma?

Com a última reforma da previdência, as condições para se aposentar nessa modalidade foram ajustadas. Agora, os requisitos variam conforme o grau de risco da atividade exercida:

  • Risco alto: Necessário ter 55 anos de idade e 15 anos de contribuição;
  • Risco médio: É preciso ter 58 anos de idade e 20 anos de contribuição;
  • Risco baixo: Exige-se 60 anos de idade e 25 anos de contribuição.

Qual a Pontuação Necessária para Aposentar?

Para calcular a aposentadoria especial, soma-se a idade do trabalhador ao tempo de contribuição e verifica-se se atingiu a pontuação requerida, que varia conforme o nível de risco associado à função que desempenha:

  1. 25 anos de atividade especial + 86 pontos para risco baixo;
  2. 20 anos de atividade especial + 76 pontos para risco médio;
  3. 15 anos de atividade especial + 66 pontos para risco alto.

Além disso, é imperativo comprovar a exposição contínua e não ocasional aos agentes nocivos, durante toda jornada de trabalho, por pelo menos 15 anos em total de contribuição.

Como Solicitar a Aposentadoria Especial?

Para requerer este benefício, o trabalhador deve estar atento não só ao tempo de contribuição e idade, mas também às comprovações de exposição aos riscos. Os passos incluem:

  • Garantir a documentação que comprove a exposição aos agentes nocivos;
  • Confirmar o tempo total de exposição e contribuição conforme o risco da atividade;
  • Consultar um especialista previdenciário para assegurar que todos os requisitos estão sendo cumpridos corretamente.

Discernir informações corretas de boatos é vital para o planejamento previdenciário adequado. Informações precisas e atualizadas são fundamentais na hora de tomar decisões importantes como a aposentadoria.

Imagem: Inside Creative House / Shutterstock.com