Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Governo quer aumento do Bolsa Família e titulares comemoram: Saiba mais!

Governo federal propõe aumento do Bolsa Família, mas ainda há dúvidas sobre detalhes e implementação. Saiba mais!

Em uma vibrante notícia vinda da capital federal, o ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias (PT), anunciou recentemente um aumento substancial no orçamento destinado ao Bolsa Família

Assim, este acréscimo, estimado em R$ 700 milhões, tem como principal objetivo incluir cerca de 80 mil novas famílias, ampliando o alcance do programa social.

Dessa forma, esse incremento orçamentário visa responder às urgências impostas por adversidades climáticas como as recentes enchentes no Rio Grande do Sul. Então, as modificações propostas são vistas como uma resposta crucial para amparar os atingidos e garantir um suporte contínuo. Veja mais detalhes!

Como será a implementação das novas medidas

Além do aumento no financiamento do Bolsa Família, o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está considerando a expansão de outros programas de assistência social, como o Auxílio Abrigamento, que hoje auxilia famílias com moradias comprometidas pelas enchentes. 

Esta proposta de expansão visa proporcionar um suporte ainda mais abrangente, que vai além do apoio financeiro direto, englobando a reconstrução física e emocional dos afetados, com um valor de R$ 5,1 mil para aqueles que têm sofrido com as consequências das enchentes.

Mão com esmalte preto segurando celular com logo do Bolsa Família na tela.
Imagem: rafapress/shutterstock.com

Quem tem direito ao Bolsa Família

Portanto, têm direito ao Bolsa Família aqueles que cumprem os seguintes requisitos:

  • Estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico);
  • Ter renda familiar mensal de até R$ 218 por pessoa.

Além disso, para manter os pagamentos do Bolsa Família é preciso cumprir as seguintes condicionalidades:

  • Crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos incompletos: frequência escolar mínima de 75%.
  • Saúde
  • Gestantes: realizar acompanhamento pré-natal;
  • Crianças menores de 7 anos: fazer o acompanhamento nutricional (peso e altura) e cumprir o calendário nacional de vacinação.

Por fim, clique aqui e confira o calendário de pagamentos do Bolsa Família do mês de junho.

Imagem: rafapress/shutterstock.com