Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Governo quer retomada do Auxílio Emergencial para destinar dinheiro para os gaúchos

Auxílio Emergencial para vítimas das enchentes no RS é proposto, visando suporte financeiro imediato e eficaz

Em resposta às devastadoras enchentes que afetaram centenas de municípios no Rio Grande do Sul, deputados federais planejam propor um novo Auxílio Emergencial para as vítimas. Assim, esta assistência financeira seria semelhante à oferecida durante a pandemia de COVID-19, visando amparar diretamente as famílias mais afetadas pela catástrofe natural.

De acordo com o deputado Domingos Sávio (PL-MG), vice-presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, o auxílio seria uma ajuda temporária voltada para as pessoas que tiveram suas vidas duramente alteradas pelo desastre. Veja mais detalhes!

Auxílio Emergencial no Brasil

Primeiramente, é importante lembrar que o Auxílio Emergencial, instituído durante a pandemia, alcançou cerca de 68 milhões de brasileiros com pagamentos que totalizaram mais de R$ 293 bilhões. Dessa forma, os repasses ofereceram um alívio crucial no momento de crise, ajudando a conter os efeitos negativos na economia

A princípio, o secretário do Ministério do Desenvolvimento Regional anunciou medidas imediatas, como o adiantamento do pagamento do Bolsa Família. A ação visa garantir que os beneficiários possam acessar os recursos antes do prazo usual para atender às necessidades emergenciais atuais. 

Além disso, o governo federal antecipou o pagamento do PIS/Pasep e liberou o saque-calamidade do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Adicionalmente, a Caixa Econômica Federal proporcionou que os moradores do Rio Grande do Sul pausassem seus financiamentos junto ao banco.

imagem de aplicativo do auxílio emergencial no celular com notas de 100 reais ao fundo
Imagem: Brenda Rocha – Blossom / shutterstock.com

Tragédia no Rio Grande do Sul

Portanto, o Rio Grande do Sul registra continuamente as consequências da intensa chuva. Até o momento, a contagem oficial indica mais de 100 mortes e cerca de 70 mil desabrigados, que necessitam de suporte imediato. Com 388 dos 497 municípios afetados, a escala do desastre exige uma resposta rápida e eficaz das autoridades locais e nacionais.

Veja também:

Revisão cadastral do Bolsa Família é suspensa no Rio Grande do Sul

Enfim, a esperança é que, com apoio suficiente, o Rio Grande do Sul possa não apenas se recuperar, mas também fortalecer sua infraestrutura para enfrentar futuros desafios ambientais, que devem acontecer devido à crise climática que o mundo enfrenta.

Imagem: Brenda Rocha – Blossom / shutterstock.com