Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Será que teremos inflação alta de 2022? Veja o que dizem economistas

No acumulado de 12 meses, a inflação já atingiu os dois dígitos

0

Com o avanço do dólar, e a incerteza fiscal causada pela quebra do teto de gastos, a inflação em 2022 pode ficar ainda mais aula, afirmou Joaquim Levy, ex-ministro da Fazenda no governo de Dilma Rousseff. Atualmente, no acumulado de 12 meses, a inflação já atingiu os dois dígitos. Agora, a meta do Banco Central é fazer com que ela volte para a meta de 3,5% no próximo ano. Nesta quarta-feira (27), o Copom anunciou a nova alta da Selic, ficando agora em 7,75%.

Será que teremos inflação alta de 2022? Veja o que dizem economistas

Dessa forma, segundo o ex-ministro, com o maior ritmo dos juros, também aumenta o desafio fiscal do governo e o risco do aumento da inflação para 2022. Além disso, ele afirma que essa volatilidade vista recentemente no mercado brasileiro é compatível com a perda da âncora do teto de gastos.

Para ele, está sendo vista uma maior facilidade de se criar “excepcionalidades” ao teto de gastos. Muitas delas feitas por meio de emendas constitucionais com pouca contrapartida fiscal. “É normal que as variáveis financeiras se ajustem um pouco bruscamente”, analisa o ministro.

Na última semana, o dólar subiu 3,5%, fazendo do real a segunda pior moeda no período. A alta veio logo após o governo enviar ao Congresso a PEC dos precatórios com uma revisão da regra do teto de gastos. A ideia é acomodar o novo programa social do governo, de R$ 400,00 por mês. Na prática, ele irá substituir o Bolsa Família, e deve ser lançado durante o ano eleitoral.

Por fim, segundo o mercado, as indicações é de que, além do aumento da inflação, o crescimento do PIB migrará para perto de 1% no próximo ano. Segundo o ex-ministro, porém, o país ainda precisa enfrentar os problemas sociais de maneira responsável, com estudos para os programas a serem lançados.

“Só assim é possível esperar atender as enormes demandas da saúde, educação e sustento dos mais vulneráveis com um mínimo de sucesso e respeitando a limitação de recursos que está evidente a todos.”

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de créditoempréstimosfintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar

Fechar