Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Inscritos no BPC: saiba como ganhar R$ 1412 + R$ 600 automático na conta

Beneficiários do BPC podem obter R$ 1.412 mais R$ 600 automaticamente na conta. Confira como acessar esses benefícios.

O Benefício de Prestação Continuada (BPC), também conhecido por LOAS, não apenas fornece uma renda essencial para idosos a partir de 65 anos e pessoas com deficiência de baixa renda, mas também oferece oportunidades adicionais.

Uma dessas oportunidades é o Auxílio-Inclusão, que adiciona um valor extra ao benefício mensal para aqueles que entram no mercado de trabalho com carteira assinada.

O processo para obter esse incremento financeiro, no entanto, exige compreensão e atenção às normas estabelecidas. Vamos explorar como você pode receber além do valor base do BPC, chegando a totalizar R$ 2.012 mensais, através do Auxílio-Inclusão.

O que é o Auxílio-Inclusão e quem tem direito?

Logo do BPC em fundo amarelo
Imagem: Reprodução / BPC

O Auxílio-Inclusão serve como um bônus de R$ 706, correspondente à metade do salário mínimo, destinado a beneficiários do BPC que conseguem um emprego formal. Esse adicional visa facilitar a inclusão e manutenção das pessoas menos favorecidas no mercado de trabalho. Para estar elegível ao Auxílio-Inclusão, o beneficiário deve satisfazer certos requisitos, como:

  • Ter um salário de até dois salários mínimos;
  • O BPC deve ser suspenso devido à obtenção do emprego;
  • A renda familiar per capita não deve ultrapassar um quarto do salário mínimo;
  • Manter o CPF regular e o CadÚnico atualizado.

Como solicitar o Auxílio-Inclusão?

Se você está empregado e já é beneficiário do BPC, o processo para receber o Auxílio-Inclusão é automático. No entanto, é vital que você mantenha seus dados pessoais sempre atualizados junto ao Cadastro Único (CadÚnico) e ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para evitar qualquer contratempo ou interrupção do benefício.

Manter a comunicação aberta com o INSS, especialmente em casos de perda de emprego, é crucial. Se você perder o trabalho enquanto recebe o Auxílio-Inclusão, informe imediatamente às autoridades competentes para que o BPC seja restabelecido em sua totalidade.

O que fazer em caso de desemprego?

Se você estiver recebendo o Auxílio-Inclusão e enfrentar uma situação de desemprego, é importante agir rapidamente para assegurar a continuidade do seu suporte financeiro através do BPC. Comunicar o INSS sobre sua mudança de status é essencial e pode ser feito por meio do site, do aplicativo ‘Meu INSS’, ou pelo telefone 135.

Ter à mão documentos relevantes como RG, CPF, Carteira de Trabalho e comprovante de renda facilita o processo de solicitação e comprovação das condições exigidas para a continuidade ou retomada do benefício.

Em caso de dúvidas, a comunidade do FDR oferece fontes gratuitas de informações e suporte, disponíveis também via Whatsapp. Aproveite esse recurso para se manter informado e seguro em relação aos seus direitos e benefícios.

Imagem: rafapress / shutterstock.com