Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

INSS amplia lista de doenças que liberam a aposentadoria por invalidez; confira

O INSS ampliou a lista de doenças para aposentadoria por invalidez em 2024. Veja quais novas condições serão incluídas e como solicitar!

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) traz novidades importantes para os beneficiários que buscam auxílio por incapacidade temporária, também conhecido como auxílio-doença, e aposentadoria por invalidez. As mudanças recentes incluem a atualização na lista de doenças que isentam o beneficiário de cumprir a carência de 12 meses usualmente necessária para fazer jus aos benefícios.

Dessa forma, saiba mais informações sobre as alterações previstas e como elas podem beneficiar os trabalhadores brasileiros. Continue a leitura!

INSS apresenta nova lista de doenças para liberar aposentadoria por invalidez

Celular com logo do INSS na tela. Ao fundo, desfocada, tela de computador com o site do instituto aberto.
Imagem: rafapress / shutterstock.com

Entre as principais adições, destacam-se o acidente vascular encefálico agudo e o abdome agudo cirúrgico. Aliás, essas condições passam a ser reconhecidas sem a necessidade de cumprimento da carência, facilitando o acesso ao suporte necessário para aqueles que se encontram nessas condições críticas. Confira abaixo, portanto, a lista completa.

  • Abdome agudo cirúrgico;
  • Acidente vascular encefálico (agudo);
  • Cardiopatia grave;
  • Cegueira;
  • Contaminação por radiação a partir da conclusão da medicina especializada;
  • Doença de Parkinson;
  • Esclerose múltipla;
  • Espondilite anquilosante;
  • Estado avançado da doença de Paget (osteíte deformante);
  • Hanseníase;
  • Hepatopatia grave;
  • Nefropatia grave;
  • Neoplasia maligna;
  • Paralisia irreversível e incapacitante;
  • Síndrome da deficiência imunológica adquirida (AIDS);
  • Transtorno mental grave, desde que esteja cursando com alienação mental;
  • Tuberculose ativa.

Como solicitar os benefícios sem passar por perícia presencial?

Sendo assim, desde agosto, uma nova modalidade foi implantada visando facilitar esse processo. Nos locais onde o tempo de espera por uma perícia ultrapassa os 30 dias, por exemplo, o requerente pode solicitar seu benefício por meio do “Auxílio por Incapacidade Temporária – Análise Documental – AIT” usando o site e o aplicativo Meu INSS (Android, iOS).

Veja também:

Seu score baixou? Entenda o motivo

Ademais, a concessão do benefício por incapacidade não é automática; é indispensável a apresentação de documentação adequada, que será avaliada pela Perícia Médica Federal. Por fim, os documentos necessários incluem laudos médicos detalhados, relatórios e, em alguns casos, resultados de exames. Essa etapa é crucial para a definição da elegibilidade do beneficiário.

Imagem: rafapress / shutterstock.com