Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

INSS tem 67 salas comerciais disponíveis em Brasília para permuta; saiba mais

O INSS manifestou interesse em realizar uma permuta, ou seja, troca de imóveis com o objetivo de reinstalar suas agências. Veja mais!

Recentemente, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) manifestou interesse em realizar uma permuta, ou seja, troca de imóveis com o objetivo de reinstalar suas agências nos Estados de Minas Gerais, Distrito Federal e Goiás. 

Assim, a instituição pretende realizar a troca de 67 salas comerciais localizadas no Setor Bancário Norte, em Brasília. Então, a intenção é transferi-las para Caldas Novas (GO), Formosa (GO), Ceilândia (DF), Gama (DF) e Unaí (MG). Veja mais detalhes!

Permuta de bens imóveis do INSS

Em síntese, a permuta de bens imóveis é um contrato que tem como objeto a troca de uma ou mais unidades imobiliárias por outra. No caso do INSS, o objetivo é trocar as salas comerciais de sua propriedade por imóveis para a reinstalação de suas agências nesses municípios. 

Assim, essa ação tem por finalidade aprimorar o atendimento ao público e otimizar a utilização de sua estrutura física. Portanto, os interessados em participar do chamamento público para a permuta de imóveis devem protocolar a manifestação de interesse até o dia 23 de fevereiro de 2024. 

Além disso, é necessário cumprir os requisitos presentes no edital. Assim, o envia da documentação pode ocorrer por e-mail ou entregue pessoalmente no setor de protocolo da Superintendência Regional Norte/Centro-Oeste do INSS, localizado em Brasília.

Prédio do INSS com fachada toda em vidro, uma placa e um toten escritos Previdência Social
Imagem: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Foco em economizar

Além de realizar a permuta para a instalação de novas agências, o INSS tem tomado outras medidas para economizar. Dessa forma, o órgão está realizando a revisão dos benefícios da Previdência Social e também tem apostado no novo sistema Atestmed, que possibilita que a perícia médica para o auxílio-doença seja realizada por meio de documentos.

Veja também:

Imposto de Renda 2024: confira a lista de documentos exigidos

Assim, com essas medidas, o INSS pode obter uma economia de mais de R$ 10 bilhões em 2024, beneficiando o orçamento do Ministério da Previdência Social. Além disso, o órgão deve realizar a cobrança de benefícios pagos indevidamente.

Imagem: Marcello Casal Jr./Agência Brasil