Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

É possível investir na Bolsa de Valores tendo pouco dinheiro?

Não existe um valor mínimo para investir na Bolsa de Valores. O valor do investimento vai depender do tipo de ativo

0

A grande maioria dos brasileiros ainda não conseguiu poupar ou até mesmo, investir dinheiro. Inclusive, entre as pessoas que já tem uma reserva financeira, é comum achar quem deixe o dinheiro guardado na poupança. Um dos motivos para isso, é o mito de que investimentos como ações são apenas para quem tem muito dinheiro. Será que isso é verdade? Confira abaixo se é possível investir na bolsa de valores com pouco dinheiro.

Brasileiros passaram a investir mais no 1º semestre de 2021

É possível investir na Bolsa de Valores tendo pouco dinheiro?

De acordo com o FGC, atualmente, no Brasil existem cerca de 235 milhões de contas poupança no Brasil. Enquanto isso, apenas 3,8 milhões de pessoas investem na Bolsa de Valores. Apesar dessa grande diferença, é importante destacar que o processo de compra e venda de ações é muito mais simples do que se imagina. 

Seja membro

Entretanto, vale ressaltar: ações são um investimento de alto risco. Ou seja, ele não é recomendado para quem não tem nenhuma reserva, ou rede de apoio. Em suma, quem começa a investir, precisa conhecer o seu perfil de investidor. E cabe à instituição financeira ou corretora de valores, por exemplo, recomendar produtos, fazer operações, ou prestar serviços que se adequem ao seu perfil. 

Sendo assim, investir na Bolsa de Valore com pouco dinheiro é uma forma de ingressar nesse universo de renda variável. Aprender e acompanhar as oscilações é importante para conhecer mais do mercado. Entretanto, você nunca deve arriscar a sua reserva de emergência.

Quanto custa investir?

Em suma, não existe um valor mínimo para investir na Bolsa de Valores. O valor do investimento vai depender do tipo de ativo, bem como da quantidade. Há ações negociadas na B3 com diversas faixas de preços. Algumas empresas brasileiras têm ações com preços entre R$ 20 ou R$ 30, por exemplo. 

As ações são como pequenos pedaços das empresas disponíveis para venda na Bolsa de Valores. Assim, uma pessoa que tiver conta em uma instituição intermediária, pode investir o seu dinheiro nas ações dessas empresas, e ser dona desses pedaços. Ou seja, se tornar sócia da empresa. 

Além disso, para investir na Bolsa de Valores, geralmente é necessário respeitar a regra de comprar lotes compostos por pelo menos, 100 ações. Dessa forma, se você quiser comprar ações que custam R$ 20 cada, vai ter que aplicar, no mínimo R$ 2 mil. Por outro lado, existe uma forma de comprar menos ações, entretanto é no mercado fracionário. 

Como investir na Bolsa de Valores com pouco dinheiro?

Por meio do mercado fracionário, é possível investir pouco dinheiro na Bolsa de Valores. Ou seja, é possível comprar apenas uma parte do lote de ações, e não o lote padrão, composto por 100 ações. No mercado fracionário, você pode comprar entre 1 e 99 ações. Dessa forma, com lotes menores, você paga menos. 

Em suma, para diferenciar essas ordens de compra do mercado padrão, os códigos das ações recebem a letra F ao final. Por fim, é importante ter paciência no momento da venda, já que o mercado fracionário pode ter menos liquidez. 

Enfim, gostou da matéria?

Então nos siga no canal  do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: JomNicha / shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.