Itaú disponibiliza pagamento de IPVA, DPVAT e licenciamento pelo app. Agora clientes do Itaú Unibanco podem usar o app para fazer pagamentos do Imposto sobre a Propriedade de Veículos e Automóveis (IPVA), do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT) e Licenciamento de veículos e multas de trânsito, de maneira parecida com a versão desktop do internet banking.

Leia mais:

Nubank já está liberando função débito para clientes na fila de espera.

Meu Corinthians BMG: parceria inovadora faz Timão virar um banco?

Banco Itaú lança seu cartão de crédito Itaucard sem anuidade.

Itaú disponibiliza pagamento de IPVA, DPVAT e licenciamento pelo app

Contudo, a novidade está liberada apenas para quem paga esses tributos no estado de São Paulo. A tendência, no entanto, é que em breve a funcionalidade esteja disponível em outras regiões do país.

No estado de São Paulo, o IPVA é de 4% sobre o valor venal do automóvel. O cliente que não quiser arcar com os tributos separados, pode fazer o licenciamento via web, que torna o processo muito mais ágil, pois reúne as faturas do IPVA, do DPVAT e de possíveis infrações.

Para pagar pelo app, o usuário precisa ter seu cadastro no Registro Nacional do Veículo (RENAVAM), selecionar a opção “Transações>Detran.SP” e entrar com os dados que o sistema já mostra todos os eventuais débitos. Entretanto, caso a titularidade no RENAVAM seja diferente do correntista, basta fazer uma validação no caixa eletrônico antes de realizar a quitação.

Esta novidade, portanto, atende a uma grande parte dos usuário que vêm preferindo utilizar o atendimento via celular. Em outubro de 2018, por exemplo, o Itaú Unibanco atingiu o número de 10 milhões de correntistas Pessoas Físicas em seus canais digitais. Isso representa um crescimento de 14% em relação a outubro de 2017.

Enfim, gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim, acompanhe artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos e empréstimos. Por fim, bem como tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Fonte: Tecmundo.