Autor - Luiz Felipe Kessler

Super Consignado Bradesco: empréstimo é sem consulta ao SPC/Serasa e dá R$ 1 milhão em prêmios

Super Consignado Bradesco

Super Consignado Bradesco: empréstimo sem consulta ao SPC e Serasa e R$ 1 milhão em prêmios. O Bradesco lançou uma promoção que vai até o dia 31/03/2020. Ela é destinada para aposentados, pensionistas do INSS, servidores públicos, militares das Forças armadas e funcionários de empresas privadas que possuem convênio com o Bradesco.

É provável que você também goste:

Cade investiga BB, Bradesco Caixa e Santander por dificultar débito automático do Nubank

Super Consignado Bradesco: empréstimo sem consulta ao SPC/Serasa e R$ 1 milhão em prêmios

Super Consignado Bradesco

Empréstimo consignado

O empréstimo consignado do Bradesco é sem consulta ao SPC e Serasa exatamente porque as parcelas são descontadas diretamente na folha de pagamento dos clientes.

Como contratar

Para fazer a contratação do empréstimo consignado do Bradesco, basta entrar no App Bradesco, Internet Banking, Máquinas de Autoatendimento Bradesco e Banco24Horas, Fone Fácil, Agências e Bradesco Expresso.

Como participar dos sorteios do Super Consignado Bradesco

• CONTRATAR ou REFINANCIAR o crédito consignado com valor a partir de R$ 1.000,00 (um mil reais) com prazo mínimo de 12 meses;

• SACAR, a partir de R$ 500,00 (quinhentos reais) no seu Cartão de Crédito Consignado.

Promoção “Super Consignado Bradesco”

A Promoção Super Consignado Bradesco realizará 24 sorteios pela Loteria Federal. Ao todo, serão sorteados R$ 1.000,00 em prêmios, para os clientes que contratarem ou refinanciarem o Crédito Consignado a partir de R$ 1.000,00, com prazo mínimo de 12 parcelas, ou realizar o saque mínimo de R$ 500,00 no Cartão de Crédito Consignado Bradesco. Além disso, a promoção é válida para todos o território nacional.

QUAIS SÃO OS PRÊMIOS?

Serão sorteados 24 prêmios dos seguintes valores:

• 16 prêmios no valor de R$ 20.000,00 cada;
• 4 prêmios no valor de R$ 40.000,00 cada;
• 4 prêmios no valor de R$ 150.000,00 cada.

Considerações Finais

Portanto, se você está precisado de dinheiro para reorganizar as finanças, aproveite o Super Consignado Bradesco. Além disso, será possível ganhar prêmios de até R$ 1 milhão.

Enfim, gostou da notícia sobre o empréstimo consignado Bradesco?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim, acompanhe artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Truque essencial para aumentar o limite do Nubank ou qualquer cartão de crédito

Dica essencial para aumentar o limite

Confira o truque essencial para aumentar o limite do Nubank ou qualquer cartão de crédito. O cartão de crédito é uma excelente forma de ajudar nossas finanças, pois permite que, mesmo sem liquidez, consigamos comprar diversos produtos seja no supermercado ou no Shopping Center. Contudo, se ele não tiver um uso controlado, ele poderá se tornar um vilão indesejável e que fará sujarmos nosso nome nos órgãos de proteção ao crédito. Entretanto, mesmo que você esteja ciente disso e ainda assim quer aumentar o limite do seu cartão de crédito, confira a dica essencial para conseguir isso.

Antes de tudo, se você chegou até aqui, é provável que você goste desta matéria também:

Nubank revela o que ajuda a aumentar o limite do cartão de crédito.

Dica essencial para aumentar o limite do Nubank ou qualquer cartão de crédito

Além de sempre pagar suas contas em dia e, como consequência, sempre manter o seu nome limpo, é muito importante que você transfira todas as suas contas para o seu cartão de crédito.

Ou seja, a dica essencial para aumentar o limite do Nubank ou qualquer cartão de crédito é se você vai no restaurante ou em algum bar e costuma sempre pagar no dinheiro, comece a utilizar mais o cartão que deseja aumentar o limite. Isso porque as administradoras de cartões de crédito começam a traçar o perfil do consumidor. Assim, ela considerará que você usa bastante o seu cartão e precisa automaticamente de mais limite.

Contudo, é extremamente importante sempre pagar em dia a fatura do cartão para não restar dúvidas quanto a sua capacidade de pagamento

Considerações Finais

Portanto, migre suas contas para o seu cartão de crédito. Isso significa que você irá tentar comprar tudo com ele. Além disso, se você possui o Nubank, vai usando-o no mês, chegue até perto do limite e antecipe a fatura. Assim o Nubank entenderá que você precisa, obviamente, aumentar o limite de crédito.

É provável que você também goste:

Não aprova no Nubank? Confira novas dicas de cartões de crédito sem anuidade.

C6 Bank, concorrente do Nubank, lança pedido de convite do app.

Enfim, gostou da dica para aumentar o limite do seu cartão?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe nossas notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Investidores ganham 2.000% com a maconha e tudo de forma legalizada

Investidores

Alguns investidores ganharam mais de 2.000% em poucos meses com um novo tipo de aplicação que vem provocando uma onda de euforia no mercado. Mesmo que os investidores não tenham muita informação a respeito, mais investidores passaram a colocar mais dinheiro nesta aplicação que, com isso, voltou a valorizar ainda mais. Contudo, analistas estão receosos e alertam para os riscos do setor. Até porque se trata de investimento em maconha.

Leia também:

Caixa avaliará capacidade de pagar contas de luz e água para conceder Minha Casa Minha vida.

Investidores ganham 2.000% com a maconha e tudo de forma legal

As informações são do site InfoMoney, que fiz que os investimentos na Cannabis foi inversamente proporcional à derrocada do mercado de criptomoedas. A moeda virtual sofreu uma grande desvalorização desde que os preços caíram em 2018. Mesmo que em 2019, ela tenha valorizado 41%, estando cotada a US$ 5.300, ela ainda está longe do recorde de US$ 20.089 atingido em 17 de dezembro de 2017.

A maconha está deixando muitos investidores entusiasmados com as suas diferentes oportunidades de investimento, do uso medicinal ao recreativo.

O mercado da cannabis dispara devido a essa grande euforia das notícias positivas. Isso lembra e muito o do bitcoin em 2017. Naquele ano, a moeda virtual disparou 1.300% pela empolgação dos novos investidores sobre a adoção deste ativo no mundo.

Já em 2018, o Canadá se tornou o segundo país a liegalizar a maconha para uso recreativo, depois do Uruguai. Em contrapartida, a cannabis medicinal já é liberada em vários países.

Mesmo que a produção seja bastante controladado pelos governos, os especialistas projetam números bilionários em vendas. Por exemplo, segundo a Deloitte, as vendas legais de maconha no Canadá devem chegar a US$ 4,3 bilhões este ano, enquanto a Cowen & Co. aponta que, se o governo norte-americano legalizar o mercado, as vendas nos EUA poderiam chegar a US$ 80 bilhões até 2030.

Enfim, gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhe notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Caixa avaliará capacidade de pagar contas de luz e água para conceder Minha Casa Minha Vida

capacidade de pagar contas

Caixa avaliará capacidade de pagar contas de luz e água para conceder Minha Casa Minha Vida. O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, falou, portanto, sobre as mudanças neste ano e ainda citou o corte de gastos do governo. Além disso, possivelmente terá um encolhimento do programa, pois o objetivo é enrijecer a concessão do benefício. O objetivo é combater a inadimplência.

É provável que você também goste:

Conheça os riscos da Nova Lei do Cadastro Positivo OBRIGATÓRIO

Clientes reclamam de publicidade enganosa do cartão BluBank, sem consulta ao SPC e Serasa

Investidores ganham 2.000% com a maconha e tudo de forma legalizada.

Caixa avaliará capacidade de pagar contas de luz e água para conceder Minha Casa Minha Vida

Até porque a inadimplência no Programa Minha Casa Minha Vida resultou num deficit de R$ 2,8 bilhões, no último trimestre de 2018. Com isso, a Caixa Econômica Federal agora começará a avaliar a capacidade de pagamento das contas de luz e água para ser possível conceder o benefício a quem requisitá-lo. A informação foi repassada pelo presidente do banco em entrevista à Folha.

De acordo com o presidente do banco público, 70 mil imóveis foram devolvidos e 80 mil obras suspensas devida à inadimplência. A justificativa, sengundo ele, é, justamente, não avaliar corretamente os reais riscos antes de conceder o benefício. Os gastos dos moradores com condomínios e outras contas relacionadas ao imóvel, como água e luz, não foram levados em consideração no Minha Casa Minha Vida.

“As pessoas que tomaram esse empréstimo tinham condição de pagar? Isso não estava colocado corretamente no risco de crédito”, justificou Pedro Guimarães . A intenção é levar beneficiários enquadrados como bons pagadores para faixas de operação mais atrativas para a Caixa.

As pessoas que tomaram esse empréstimo tinham condição de pagar? Isso não estava colocado corretamente no risco de crédito”, justificou Pedro Guimarães. Com isso, a intenção é levar beneficiários enquadrados como bons pagadores para faixas de operação mais atrativas para a Caixa.

Além disso, Guimarães está alinhado desde o início com o governo e já disse estar preparando uma agressiva venda de ativos do banco público. Ainda, ele disse difender o papel da Caixa como financiadora de investimentos públicos e políticas de governo. “Somos um banco social e temos de ganhar dinheiro com isso”, afirmou.

Então, o que mudará no “Minha Casa Minha Vida”?

De acordo com o presidente da Caixa, “quem decide se vai ter dinheiro é o Ministério da Economia”, mas o objetivo é tornar mais rígida a liberação do benefício, para que assim se evite a inadimplência.

“Essas pessoas, muitas vezes, vinham de comunidades, não estavam acostumadas a pagar condomínio, água, luz, energia, esgoto, sem falar no transporte. Quando foram para esses imóveis, passaram a pagar. Isso explica 70 mil imóveis devolvidos. O Minha Casa deveria incluir esses gastos extras no cálculo do risco”, afirmou.

“Não posso emprestar sabendo que não vou receber. A ideia é levar o bom pagador da faixa 1,5 para a 2 [que é mais elevada]”. Os imóveis têm valores parecidos, mas, para a Caixa, a parcela do financiamento sobe. “Só vamos retomar imóveis [por conta da inadimplência] depois de seis meses. Antes, com 59 dias, o banco já tomava, e esse custo é alto”, disse Guimarães.

“Quando há contingenciamento [de recursos], a gente não consegue emprestar. Essa regra vale para as faixas 1,5, 2 e 3. Em novembro, o governo já não estava pagando ao Minha Casa Minha Vida“, afirmou ao citar o corte de gastos do governo federal.

Enfim, gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhe notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

C6 Bank, concorrente do Nubank, lança pedido de convite do App

Pedido de convite

O C6 Bank será lançado ainda este ano por Marcelo Kalim, Carlos Fonseca e Leandro Torres (ex-sócios do BTG Pactual). Com sede na capital paulista e um prédio inteiro de 8 andares localizado na região dos Jardins, área nobre da capital. O lançamento do banco promete aumentar a concorrência entre as contas digitais do país, como Banco Inter, Banco Origonal, Next, Nubank, entre outros. Por isso, a instituição financeira lançou um pedido de convite para que os usuários testem o app.

Leia também:

Investidores ganham 2.000% com a maconha e tudo de forma legalizada.

Caixa avaliará capacidade de pagar contas de luz e água para conceder Minha Casa Minha Vida.

C6 Bank, concorrente do Nubank, lança pedido de convite do App

C6 Bank lança pedido de convite

Pedido de convite

C6 Bank lança C6 Beta Tester, faça o pedido de convite para testar o app.

C6 Bank, concorrente do Nubank, lança pedido de convite

Por fim, agora, o novo banco digital lançou o programa de Beta Tester. Ou seja, se você é daqueles usuários que adoram experimentar antes de todo mundo, você poderá fazer o pedido de convite para ser um C6 Beta Tester.

Portanto, assim você terá acesso ao app do banco em primeira mão. Peça o seu pedido de convite pelo seguinte link:

https://www.c6bank.com.br/peca-seu-convite

Serviços que o C6Bank provavelmente terá:

  • Conta digital para PF;
  • Conta digital para PJ;
  • Cartão de crédito internacional MasterCard;
  • Amplo portfólio de investimentos (da própria instituição e de parceiros);
  • Concessão de empréstimos e financiamentos para PF e PJ;
  • Portabilidade de Salário;
  • Cheque Especial;
  • O C6 Bank não terá atendimento em agências físicas;
  • Saques em caixas eletrônicos do Banco24Horas;
  • Depósitos por boleto bancário (o banco não divulgou este serviço);
  • CDB (Certificado de Depósito Bancário);
  • Pagamento de contas e tributos pelo app;
  • Recebimento e envio de transferências via DOC ou TED para qualquer banco;
  • Atendimento por chat via aplicativo;
  • Gerenciador financeiro integrado à conta digital;
  • Transferências ilimitadas e gratuitas entre contas do C6 Bank;
  • Cartão virtual para compras pela internet (mas sem data de lançamento);

Ademais, o C6Bank não será uma conta digital de pagamento, ela será um banco completo com o objetivo de conquistar os clientes dos bancos tradicionais.

Enfim, gostou da notícia sobre o pedido de convite?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim, acompanhe artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Cliente que aderir a taxa zero de antecipação da Rede terá que pagar a conta

taxa zero de antecipação

Esta semana, a Rede, operadora de máquinas de cartão do banco Itaú, lançou uma promoção de taxa zero de antecipação de recebíveis. Contudo, em algum momento terá que repassar aos empresários outras tarifas para compensar a perda de rentabilidade.

É provável que você também goste:

C6 Bank, concorrente do Nubank, lança pedido de convite.

Nubank esclarece golpes com cartão e empréstimo sem consulta ao SPC e Serasa.

Cade investigará Itaú depois da Rede zerar a taxa de antecipação.

Cliente que aderir a taxa zero de antecipação da Rede terá que pagar a conta

Esta avaliação é de Henrique Capdeville, presidente no Brasil da First Data, empresa que opera as maquininhas de cartão Bin. De acordo com ele, em entrevista ao UOL, pode parece que seja bom agora para os comerciantes, mas depois ainda chegará a conta.

Bancos arcam com as perdas e depois repassam

“Se não houver prática de dumping nem ‘venda casada’, a estratégia da Rede seria legítima e demonstraria a forte concorrência do setor nos últimos tempos”, afirmou o presidente da First Data.

Contudo, Capdeville disse que no mundo todo os bancos, geralmente, arcam com eventuais perdas de margens durante algum tempo, antes de repassá-las ao consumidor.

“É importante entender que, quando os grandes bancos fazem esse movimento [de zerar a taxa de antecipação dos recebíveis], na prática vão jogar a conta para o varejista, que, desavisado, vai gostar do movimento em um primeiro momento, devido à redução imediata no custo. Mas, vai acabar tendo que bancar a conta para o resto da vida”, declarou Capdeville.

“É preciso atenção e vigilância regulatória para se evitar que surja uma nova jabuticaba no Brasil”, disse.

Investigação do Cade pela taxa zero de antecipação da Rede

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) abriu um procedimento de investigação contra o Itaú e a Rede por zerar a taxa de antecipação de recebíveis. Com isso, o mercado avalia que pode estar havendo venda casada e prejuízo à concorrência. Os benefícios só valem para lojistas clientes do Itaú.

Os empresários costumam fazer a antecipação de recebíveis porque precisam do dinheiro (capital de giro). Além disso, não podem esperar o prazo de pagamento dos cartões.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe nossas notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Fonte: UOL.

Dívida em condomínio e plano de saúde pode negativar CPF no SPC e Serasa?

Dívida em condomínio e plano de saúde

Dívida em condomínio e plano de saúde pode negativar CPF no SPC e Serasa? Segundo dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), mais de 62 milhões de brasileiros terminaram o ano de 2018 com alguma conta atrasada e com o CPF negativado. Isso representa 41% da população adulta do país.

É provável que você também goste:

STJ autorizou cancelamento da CNH de quem está com o nome no SPC e Serasa?

Mesmo que a economia esteja se recuperando, ela ainda está lenta. As famílias, portanto, ainda enfrentam dificuldades para honrar com os seus compromissos.

Dívida em condomínio e plano de saúde pode negativar CPF no SPC e Serasa?

Dívida em condomínio

Dívida em condomínio e plano de saúde

Dívida em condomínio não há legislação que proíba a inclusão dos inadimplentes no banco de dados do SPC e Serasa. Contudo, ela só poderá ser feita desde que esteja prevista na convenção do condomínio ou em ata de assembleia geral.

A inscrição no SPC e Serasa só será possível, ainda, mediante o acordo entre o sindicato patronal dos condomínios da região e a associação comercial. O Serasa só tem aceito inscrição de devedores cujo título (boleto) já tenha sido protestado.

Entretanto, em Estados onde o protesto de boletos vencidos não seja legalizado, não há consenso entre os juristas que a inscrição de condôminos inadimplentes seja legal. Por isso, um eventual processo por danos morais e materiais contra o condomínio, há risco de condenação.

Dívida em plano de saúde

Dívida em condomínio e plano de saúde

Já em se tratando no caso dos planos de saúde, não há nada que proíba fazer o registro nos órgãos de proteção ao crédito como SPC e Serasa. Ou seja, Os clientes que não estão pagando em dia os seus planos de saúde poderão ser negativados nos órgãos de proteção ao crédito.

Entretanto, o aviso ao consumidor sobre a negativação precisa ser feito. Assim, só depois da notificação, o estabelecimento poderá efetuar a negativação.

O Código de Defesa do Consumidor dispõe que a comunicação seja feita por escrito. Depois do comunicado enviado via correio em que aponta a dívida, o consumidor tem o prazo de 10 dias para quitar a dívida. Caso isso não ocorra, a inclusão no SPC e Serasa poderá ser feita.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe nossas notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Nubank revela o que ajuda aumentar o limite do cartão de crédito

aumentar o limite do cartão

Nubank revela o que ajuda a aumentar o limite do cartão de crédito. Seguidamente, nós do Seu Crédito Digital, damos dicas de como conseguir aumento de limite no cartão de crédito. Seja para quem deseja aumentar o limite do Nubank ou até mesmo para os cartões de crédito dos concorrentes do “roxinho”.

Como fazer um empréstimo sem consulta ao SPC no BMG com a Help!

Dívida em condomínio e plano de saúde pode negativar CPF no SPC e Serasa?

Nubank revela o que ajuda a aumentar o limite do cartão de crédito

Contudo, agora, no blog do Nubank, a fintech resolveu revelar como os clientes podem ter mais chances de aumentar o limite do cartão.

Segundo o Nubank, o algoritmo de análise de crédito da fintech é seguidamente alimentado com novas informações. Além disso, a empresa busca mais dados de mercado para ajudar a tomar decisões melhores para o peril de cada cliente. Assim, a empresa faz novas análises para dar aumentos de limites proativos.

Como o Nubank define o limite do cartão?

A empresa destacou no blog que quando alguém é aprovado, eles fazem uma projeção dos gastos do cliente. Ou seja, são vistos análises de risco, perfil de uso e ainda são usados dados externos como score de crédito do Serasa.

De acordo com o Nubank, um grande desafio na hora de estabelecer o limite é a dalta de acesso a informações que ajudam a traçar o perfil do cliente. Até porque a maioria dos dados fazem parte de um histórico privado construído entre as pessoas e as instituições financeiras.

A fintech ainda destacou que é importante o cliente utilizar o cartão. Assim, ela poderá entender melhor o perfil de gastos do cliente e ajudar o limite de acordo com isso.

Por que o seu limite é baixo?

Ainda de acordo com a empresa, os clientes insatisfeitos com o limite tendem a pensar que a fintech não quer ajudá-los.

Entretanto, o Nubank diz que é justamente o contrário disso:

“Nós nos preocupamos com a saúde financeira dos nossos clientes. Também levamos em consideração o quanto é possível liberar de limite sem que a empresa assuma riscos de prejuízo. Por isso, pensamos em um limite que esteja de acordo com os gastos apresentados no cartão.”

Ou seja, a preocupação do Nubank é que os clientes evitem contrair dívidas. Assim, elas não terão o nome negativado em órgãos de proteção ao crédito.

Por isso, é muito importante você utilizar o cartão. Porque assim, o Nubank conseguirá, gradativamente, aumentar o limite, conforme vai lhe conhecendo.

Comportamentos que podem ajudar a aumentar o limite:

Segundo o Nubank, os seguintes comportamentos podem lhe ajudar a ganhar aumento de limite. Cabe destacar que estamos sempre dando exatamente estas dicas abaixo, confira:

  • Concentrar seus gastos no cartão Nubank;
  • Pagar a fatura antes mesmo do vencimento;
  • Antecipar parcelas de compras;
  • Explorar bem o limite atual.

Para definir o limite, o Nubank ainda analisa os dados a respeito do cliente em agências de crédito, comportamento de compras e pagamentos. Ou seja, se há parcelamentos de fatura e se, em algum momento, o cliente já teve dívidas com o Nubank.

Considerações Finais

Portanto, basta você sempre acessar o nosso site que você estará recebendo dicas de crédito. Até porque todas as dicas acima, já estamos sempre repassando diariamente a nossos leitores.

Gostou da notícia? Então, com certeza você gostará dessa próxima matéria:

5 truques para aumentar o limite do Nubank.

Via Blog Nubank.

STJ autorizou cancelamento da CNH de quem está com o nome no SPC e Serasa?

cancelamento da CNH

Muitos leitores nos procuraram para informar que vem surgindo uma notícia nas redes sociais em que diz que quem tiver com o IPVA de veículo atrasado ou com nome cadastrado no SPC e Serasa terá a CNH automaticamente cancelada. Será que o STJ autorizou cancelamento da CNH de quem está com o nome no SPC e Serasa?

É provável que você também goste:

Nubank revela o que ajuda a aumentar o limite do cartão de crédito.

Dívida em condomínio e plano de saúde pode negativar CPF no SPC e Serasa?

Documento Nacional de Identificação ou CPF digital: como vai funcionar?

STJ autorizou cancelamento da CNH de quem está com o nome no SPC e Serasa?

cancelamento da CNH

Segundo a mensagem, a medida teria as seguintes especificações:

  • Dívida até R$ 2 mil no SPC ou SERASA = CNH suspensa por 12 meses;
  • Dívida acima de R$ 2 mil = CNH suspensa por 24 meses e multa;
  • IPVA atrasado acima de 3 meses = Cancelamento definitivo da CNH e multa de R$2.934,70.

Além disso, o texto ainda pede para que a notícia seja repassada para o maior número de pessoas, assim todos assinam a petição e exigem a revogação dessa lei.

Mas afinal, isso é verdade ou mentira?

Isso é mentira, a notícia em que afirma que o STJ autorizou o cancelamento da CNH de motoristas com o “nome sujo” é falsa! Talvez a pessoa que criou essa “Fake News” tenha se inspirado em uma decisão de 2015. Na ocasião, foi autorizado o cadastro do nome no Serviço de Proteção ao Crédito do proprietário que não pagar o IPVA.

Outra “inspiração” para ter inventado essa notícia foi de um caso já julgado pelo STJ autorizando o cancelamento da CNH de um motorista que tinha dívidas no valor de pouco mais de R$ 16 mil. Entretanto, apesar de abrir precedentes, não é uma decisão que se aplica para todos os motoristas.

Portanto, você não precisa se preocupar, caso esteja com o nome cadastrado no SPC e Serasa. Você não vai perder a sua CNH.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe nossas notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

SafraPay zera taxa do crédito à vista e parcelado e esquenta ‘Guerra das Maquininhas’

SafraPay zera taxa do crédito

SafraPay zera taxa do crédito à vista e parcelado e esquenta ‘Guerra das Maquininhas’. Enquanto a Guerra das Maquininhas segue andando a todo vapor, o Safra fez uma nova ofensiva no mercado.

SafraPay zera taxa do crédito à vista e parcelado e esquenta ‘Guerra das Maquininhas’

O banco, portanto, zerou, por tempo indeterminado, a cobrança nas transações com cartão de crédito à vista e parcelado para empreendedores que faturam até R$ 50 mil por mês. O terminal, que é batizado de SafraPay, também sai “na faixa” para quem fatura acima de R$ 3 mil por mês.

É provável que você também goste:

Nubank revela o que ajuda a aumentar o limite do cartão de crédito.

STJ autorizou cancelamento da CNH de quem está com o nome no SPC e Serasa?

Maquininha Rede: fim da taxa de antecipação e recebimento em 2 dias.

A Guerra das Maquininhas segue intensa e não deve acabar tão cedo. Até porque, nas últimas semanas as brigas foram intensificadas.

A Rede, do Banco Itaú, por exemplo, está sendo até investigada pelo Cade. O Cade investigará o banco depois da Rede zerar a taxa de antecipação. Portanto, a investigação do Cade avaliará se houve conduta anticoncorrencial. O que significa que será levantado se a Rede tenha passado a cobrar um preço predatório e se passou a existir um subsídio cruzado na operação.

Ou seja, vemos diversos movimentos no mercado das maquininhas. O que certamente não deve acabar tão cedo. Portanto, o mercado deve ainda se aquecer muito mais.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe nossas notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Fonte: Estadão.