Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Lula diz que não usou a palavra ‘holocausto’ na fala sobre Israel

Em entrevista recente, Lula disse não ter utilizado o termo ‘holocausto’ para se referir aos ataques de Israel na Faixa de Gaza. Confira!

Na última terça-feira (27), o presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que nunca empregou o termo “Holocausto” ao fazer uma comparação entre as incursões israelenses na Faixa de Gaza e o genocídio de judeus orquestrado por Adolf Hitler durante a Segunda Guerra Mundial.

Dessa forma, ele acusou o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, de ter tirado a declaração de seu contexto. Em entrevista à Rede TV, o presidente brasileiro declarou que não esperava que o governo israelense entendesse a sua posição, já que tem conhecimento das visões ideológicas de Netanyahu. Continue a leitura!

Lula nega utilizar termo ‘holocausto’ ao se referir aos ataques de Israel

Presidente Lula discursando com microfone
Imagem: Isaac Fontana / Shutterstock.com

Apesar de o presidente Lula ter alegado que não usou especificamente a palavra “Holocausto”, suas palavras em 18 de fevereiro, durante uma viagem à Etiópia, parecem confirmar a comparação. Na ocasião, ele declarou que os acontecimentos na Faixa de Gaza contra o povo palestino não existiu em nenhum outro momento histórico. Ele disse que “existiu quando Hitler resolveu matar os judeus”.

Ademais, o uso dessa comparação parece traçar um paralelo com a perseguição e o genocídio de judeus promovidos pela Alemanha nazista durante a Segunda Guerra Mundial. O evento conhecido historicamente como “Holocausto”, resultou na morte de mais de 6 milhões de pessoas naquela época, sendo a maioria delas civis.

Saiba mais sobre as repercussões diplomáticas

Assim, as declarações do presidente Lula provocaram uma forte reação de Netanyahu e geraram tensões diplomáticas entre os governos brasileiros e israelenses. Fred Meyer, o embaixador do Brasil em Israel, foi convocado pelo governo brasileiro após passar por constrangimentos públicos por parte de seu homólogo em Jerusalém.

Veja também:

Saque-Aniversário do FGTS LIBERADO em 2024, confira o calendário de pagamentos

Por sua vez, Lula já se pronunciou outras vezes criticando Israel. Ele classificou as ações do país na Faixa de Gaza como genocídio, o que aumenta as tensões entre os dois lados.

Imagem: Isaac Fontana / Shutterstock.com