Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Mais brasileiros fazem apostas do que investem na Bolsa

Uma pesquisa revela que os brasileiros fazem mais apostas do que investimentos na Bolsa. Saiba mais informações!

Uma pesquisa recente realizada pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) revela um crescente interesse dos brasileiros em fazer apostas do que investir na bolsa de valores. Este aumento reflete a busca por melhores retornos financeiros e a popularização do mercado de ações entre os investidores individuais.

Dessa forma, saiba mais sobre os resultados da pesquisa e as implicações para o mercado financeiro brasileiro. Continue a leitura!

Pesquisa mostra que brasileiros apostam mais do que investem

Uma bola em cima de uma tela de celular com notas de dinheiro caindo, representando apostas online.
Imagem: Marko Aliaksandr / Shutterstock.com

A maioria dos apostadores pertence às classes A, B e C, com predominância masculina (63%) e inclui principalmente a geração Z (nascida entre 1997 e 2010), seguida pelos millennials (nascidos entre 1981 e 1996).

Por sua vez, estes apostadores são geralmente homens jovens, familiarizados com plataformas digitais e com gosto por adrenalina. As informações são de Marcelo Billi, superintendente de sustentabilidade, inovação e educação da Anbima.

Ademais, a pesquisa indica que 43% dos apostadores investem em produtos financeiros via app do banco. Logo, poupança (21%), moedas digitais (12%) e títulos privados (7%) estão entre os investimentos mais comuns.

Muitos acham que apostar é investir

Além disso, a Anbima notou que alguns entrevistados consideram apostas esportivas como um investimento: 22% afirmaram apostar para ganhar dinheiro. Marcelo Billi observa que o conceito de investimento para o público é amplo, incluindo procedimentos estéticos, cursos ou ternos.

Para muitos, qualquer coisa que possa proporcionar um retorno emocional ou financeiro a curto ou médio prazo é vista como investimento. Aliás, 40% dos que apostam veem nas apostas uma chance de obter dinheiro rapidamente em momentos de necessidade.

Impacto poder de compra do consumidor

Além das possíveis inovações que as plataformas trazem para o campo dos investimentos, há também uma preocupação crescente relatada por Belmiro Gomes, CEO do Assai. Segundo ele, ao portal UOL, o dinheiro direcionado para apostas esportivas está afetando diretamente o poder de compra dos consumidores.

Veja também:

BNDES: saiba como conseguir microcrédito para MEIs de até R$ 21 mil

O crescimento do interesse por apostas esportivas tem redirecionado uma parte considerável da renda dos consumidores, afetando outras áreas de gastos, inclusive o consumo básico. Com juros pressionando ainda mais, esse fenômeno se mostra um desafio que merece atenção.

Imagem: Marko Aliaksandr / Shutterstock.com