Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Mais de 100 mil novas famílias recebem o Bolsa Família neste mês; confira

Neste mês de março, foram incluídas 100 mil novas famílias ao Bolsa Família. Confira mais detalhes sobre o repasse!

Nesta sexta-feira (15), o governo federal deu início ao pagamento do Bolsa Família referente ao mês de março. Assim, os repasses seguem até o dia 28, conforme o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) do beneficiário titular do programa social. Dessa forma, o valor médio que está sendo pago neste mês é de R$ 679,23 por família.

Além disso, também nesta sexta-feira (15), o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS) anunciou que neste mês de março foram incluídas 100 mil novas famílias ao Bolsa Família. Assim, desde que o programa social foi retomado, cerca de 3,21 milhões de famílias passaram a fazer parte do benefício assistencial.

Veja também:

Bolsa Família: confira os estados com o maior número de beneficiários

Bolsa Família de março

Portanto, neste mês de março, o valor total do investimento do governo federal no Bolsa Família é de R$ 14,5 bilhões, contemplando 20,9 milhões de famílias, sendo distribuídas da seguinte forma nas diferentes regiões do país:

  • Nordeste: 9.468.532;
  • Sudeste: 6.195.545;
  • Norte: 2.589.293;
  • Sul: 1.467.105
  • Centro-Oeste: 1.174.679.

Assim, a região Nordeste é a que possui o maior número de beneficiários do Bolsa Família. Em contrapartida, o Centro-Oeste é a região que apresenta o menor número de famílias no programa social. Já a região Norte apresenta maior valor médio por família, em um total de R$ 718,23 por residência.

Mão segurando novo cartão do Bolsa Família.
Imagem: Divulgação / Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome

Valores adicionais

Por fim, vale lembrar que o valor médio do Bolsa Família também integra os benefícios adicionais do programa social, que variam de acordo com a composição familiar dos beneficiários. Confira:

  • Benefício Primeira Infância (BPI): adicional de R$ 150 para crianças de zero até sete anos incompletos;
  • Benefício Variável Familiar (BVF): adicional R$ 50 para gestantes e crianças e adolescentes de 7 a 18 anos incompletos;
  • Benefício Variável Familiar Nutriz (BVN): adicional de R$ 50 para bebês de até sete meses (nutriz).

Imagem: Divulgação / Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome