Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Mais de 6 milhões de empresas começaram o ano inadimplentes

O número de empresas endividadas chegou a 6,7 milhões, o que representa 300 mil empresas a mais do que o mesmo período do ano anterior. Veja!

Em janeiro deste ano, houve o registro de um aumento relevante no número de empresas endividadas no Brasil. É o que mostra o Indicador de Inadimplência das Empresas da Serasa Experian, que revelou que o número de empresas endividadas chegou a 6,7 milhões, o que representa 300 mil empresas a mais do que o mesmo período do ano anterior.

Assim, essa situação resultou numa soma equivalente a R$ 127,8 bilhões de dívidas. Dessa forma, a média foi de 7,1 contas atrasadas por empresa inadimplente. Então, o aumento da inadimplência se deve especialmente às despesas comuns do início do ano como IPVA, IPTU, reajuste em mensalidades e gastos com material escolar. 

Portanto, esses gastos representam uma pressão sazonal financeira que acaba impactando a capacidade de pagamento das empresas. Veja mais detalhes!

Setor de serviços é o mais atingido pela inadimplência

Dessa forma, quando analisados os segmentos de atuação das empresas inadimplentes, o setor de serviços apareceu no topo do ranking com 54,9%. Em seguida, aparece o comércio com 36,4%, indústria com 7,5%, setor primário com 0,8% e outros com 0,4%.

Além disso, das 6,7 milhões de empresas negativadas no Brasil, 6,3 milhões são micro e pequenas empresas (MPEs), que representam um total de 43,7 milhões de dívidas e uma média de 6,9 contas atrasadas.

Mão segurando celular que mostra tela inicial app Serasa. Em segundo plano há uma calculadora e uma caneta posicionadas em uma superfície branca
Imagem: Brenda Rocha – Blossom / shutterstock.com

Desafios econômicos

Enfim, esses dados representam um balanço importante para se entender como está a saúde financeira das empresas brasileiras. Em especial considerando os desafios recentes da economia e as pressões financeiras que surgem no início de cada ano. 

Além disso, o indicador serve como um alerta para os gestores que devem se preparar ainda mais para este período crítico que é o começo do ano, por meio de uma gestão financeira de qualidade e soluções que possibilitem manter as contas da empresa em dia.

Imagem: Brenda Rocha – Blossom / shutterstock.com