Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Ministro fala sobre saque do Bolsa Família sem documento

Lula amplia Bolsa Família para vítimas de enchentes no RS, garantindo apoio emergencial e flexibilizando burocracias

Em resposta direta aos desastres naturais que têm devastado o Rio Grande do Sul, o ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias (PT), enfatizou a importância de adaptar os procedimentos burocráticos para facilitar o acesso aos benefícios governamentais. 

Assim, durante uma entrevista à CNN, Dias explicou que, devido às chuvas intensas, muitos cidadãos perderam documentos importantes, mas assegurou que isso não impedirá o acesso aos auxílios necessários, como o Bolsa Família.

Saque do Bolsa Família sem documento

Portanto, o ministro detalhou que os indivíduos e famílias que foram afetados pelas enchentes podem apresentar uma declaração de vulnerabilidade emitida por órgãos de assistência social locais no Rio Grande do Sul, como os Centros de Referência em Assistência Social (CRAS). 

Assim, essa medida provisória visa garantir que, mesmo na falta de documentação oficial, os afetados possam receber o Bolsa Família, evitando agravamentos financeiros decorrentes da burocracia em momentos críticos.

Imagem de um celular aberto com o aplicativo do Bolsa Família em cima de uma pilha de dinheiro.
Imagem: Adao / shutterstock.com

Outras medidas do governo federal para o Rio Grande do Sul

Além da flexibilização das exigências documentais, Wellington Dias anunciou a criação de uma “folha extra” do Bolsa Família, destinada especificamente aos afetados pelas chuvas do estado. Assim, esta folha extra é uma extensão dos esforços para garantir que nenhuma família afetada fique sem assistência durante este período de recuperação.

De acordo com o governo, há aproximadamente 80 mil pessoas atualmente em abrigos e outras 530 mil em residências acolhedoras, distribuídas por quase 170 municípios do estado. Assim, essa “folha extra” de beneficiários do Bolsa Família é a resposta imediata do governo para amparar essas pessoas.

Veja também:

AVISO para TODOS os NIS do Bolsa Família sobre o pagamento de maio!

Dias também mencionou que tradicionalmente os auxílios contemplam aqueles que estão em abrigos institucionais. No entanto, considerando a situação atual, haverá extensão desse suporte para as chamadas “famílias acolhedoras” que têm aberto suas casas para ajudar os desabrigados.

Imagem: Adao / shutterstock.com