Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Modelo clássico deixa de ser produzido pela Volkswagen. E agora?

A Volkswagen deixará de produzir o clássico Voyage, lançado em 1981. O veículo ocupava a 19ª colocação em ranking de vendas.

Um dos modelos mais marcantes da maior fabricante de automóveis do mundo, a Volkswagen está com os seus dias de produção contados. O Clássico Voyage, lançado em 1981, será descontinuado. 

A informação veio de uma investigação feita pelo site Automotive Business, que junto com a postagem Autos Segredos fez uma consulta em 10 concessionárias Volkswagen em São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Salvador.

Por fim, o site recebeu a mesma resposta referente à pergunta. Todas confirmaram que a Voyage não está mais sendo entregue já faz algumas semanas. 

Voyage ocupava a 19ª colocação em ranking de vendas

Apesar da produção estar com os seus dias contados, o Voyage de janeiro a setembro de 2022, vendeu mais de 23 mil unidades. Até o momento, o modelo ocupa a 19ª colocação no ranking de vendas. Em 2021, o modelo vendeu 28.593 unidades e ocupou o 18° lugar. 

O Voyage é comercializado atualmente em uma versão única, o veículo conta com: 

  • um motor 1.0;
  • câmbio manual de cinco marchas;
  • rende 75 cv e 9,7 kgfm quando abastecido com gasolina, e com etanol rende 84 cv e 10,4 kgfm.

O preço de tabela do veículo é R$ 89,850, podendo subir para R$ 99.870 se equipado com o pacote Urban Completo e pintura metálica. 

O Voyage foi comercializado no Brasil em dois momentos: entre 1982 e 1995, com a marcante carroceria quadrada do projeto BX. Além disso, ele teve uma segunda geração em 2008, a que está sendo vendida até o momento.

Outro modelo clássico deixa a Volkswagen

Não só o Voyage está dando adeus às concessionárias. Afinal, o Gol, modelo tradicional da Volkswagen, já parou de ser comercializado diretamente no Brasil desde o começo do mês de outubro.

A produção do modelo em Taubaté está sendo usada para entregar as últimas unidades para frotistas e locadoras, que tiveram um pedido atrasado por falta de semicondutores.

Por fim, a sua produção no Brasil durará até dezembro deste ano e, em seguida, uma era chegará ao fim.

Imagem: Divulgação | Volkswagen