A Nexoos, fintech de crédito que conecta empresas com investidores, agora é uma instituição financeira em operação. A plataforma é a única Sociedade de Empréstimo entre Pessoas (SEP) operacional do país. A Nexoos SEP havia sido aprovada pelo Banco Central em junho, o que permitiu realizar operações de crédito e financiamento conforme descrito na resolução 4.656, sem precisar utilizar instituições financeiras parceiras para isso. O modelo de parceria, ainda utilizado por grande parte das fintechs, era o que estava em vigor até então e já havia facilitado mais de R$185 milhões de reais para quase duas mil empresas. Esse novo modelo gera vantagem competitiva e traz solidez ao negócio, uma vez que é monitorado de perto por órgãos reguladores.

É provável que você também goste:

Cartão de crédito zero anuidade e sem consulta ao SPC e Serasa da Caixa disponibiliza 95% do limite de crédito em dinheiro.

Bancos serão obrigados a permitir encerramento de conta pela internet.

Como solicitar o Cartão BNDES com limite de crédito de até R$ 1 milhão?

Nexoos agora é instituição financeira e única Sociedade de Empréstimo entre Pessoas no país

“A primeira operação de uma SEP é um grande passo para o mercado de crédito nacional, em especial para empresas a procura de recurso sustentável no Brasil”, comemora Daniel Gomes, sócio-fundador da Nexoos. “Atualmente somos o país com o segundo maior spread bancário do mundo, grande parte devido à concentração bancária, entre os cinco maiores”, lembra.

Além do reconhecimento e credibilidade no mercado, a empresa passa a ter maior controle sobre todo seu processo. Aliás, que será otimizado para tornar a experiência do cliente ainda melhor.

“Ao longo do tempo, será possível oferecer mais produtos com menor burocracia a custos mais baixos”, afirma Gomes. “O objetivo da Nexoos é se tornar a maior fonte de capital sustentável para as pequenas e médias empresas do Brasil”, ressalta.

Para chegar a este resultado, foi necessário receber a licença do Banco Central, em junho deste ano, e fazer todo trabalho de adaptações organizacionais, operacionais, de pessoas, políticas, processos, relatórios aos órgãos reguladores, adequações de balanço, entre muitas outras exigidas pelo Banco Central.

A primeira operação foi realizada na última semana de agosto. Ao longo do segundo semestre deste ano, a fintech fará a transição para que todas as suas operações sejam feitas por meio da Nexoos SEP e não mais por parceiros.

SEGMENTO DE MARKETPLACE LENDING FORTALECIDO

A SEP tem como um dos seus objetivos fortalecer um modelo conhecido como marketplace lending. Ou seja, oferece uma nova classe de ativos e oportunidades para investidores financiarem empresas diretamente.
A Nexoos é um marketplace de crédito, que oferece a possibilidade de operar por meio da plataforma P2P, modelo em que é líder de mercado no Brasil. A fintech também cria oportunidade para investidores institucionais, peça essencial para o volume e financiamento de longo prazo.

MELHORA NO CENÁRIO DE CRÉDITO BRASILEIRO

A transformação da Nexoos em instituição financeira é um marco e um grande passo para o mercado de crédito brasileiro. O Banco Central (BC), uma das mais sólidas e importantes instituições do país, vem trabalhando de maneira excepcional para criar um ambiente de maior competitividade. Ao criar uma nova classe de instituição financeira para fintechs, deixa claro este movimento que trará um maior dinamismo para a economia.

Com sua agenda “BC+”, que tem como objetivo melhorar o cenário de acesso ao crédito no Brasil, o Bacen criou as SCDs e SEPs por meio da Resolução 4.656/18. Estas novas instituições possuem escopo limitado de atividades e, portanto, exigências regulatórias mais “leves” do que as demais instituições financeiras. Enfim, ao trazer tecnologia e competição para este segmento, a melhora do cenário é certa.

Sobre a Nexoos

A Nexoos é um marketplace lending que impulsiona o desenvolvimento das empresas, conectando-as com a melhor fonte de capital para seu crescimento. Líder de mercado no modelo Marketplace Lending (MPL), tem mais de R$185 milhões financiados por sua base de mais de 40 mil investidores, entre investidores pessoa física e institucionais. Em agosto de 2019 se tornou uma instituição financeira e a primeira SEP em operação no país. O objetivo da empresa é ser a maior fonte de capital de crescimento no Brasil para empresas nos próximos cinco anos, e financiar mais de R$ 1 bilhão até 2020.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.