Autor - EDUARDO MENDES

PicPay ou RecargaPay: qual o melhor app de pagamentos?

Além dos aplicativos disponibilizados pelos bancos, existem ferramentas com a exclusiva função de realizar pagamentos. Mas, como saber qual é o melhor dentre tantas opções? Neste post, vamos falar sobre dois aplicativos que possuem uma grande quantidade de adeptos espalhados pelo Brasil, o PicPay e o RecargaPay. Mas e afinal, qual deles é o melhor, PicPay ou RecargaPay? Tire as suas dúvidas.

Leia também:

Nubank vira Instituição Financeira e libera débito e saques da NuConta

PicPay ou RecargaPay: qual o melhor app de pagamentos?

O que é o PicPay?

O app PicPay é disponível tanto para Android como iPhone, e possui diferentes funções de pagamento. Contudo, para ter “saldo” na sua conta, é preciso vincular um cartão de crédito ou transferir valores para a plataforma. Além de gratificar com R$ 10 a cada amigo indicado. Inclusive, caso você queira experimentar, vai aqui a minha indicação. Não esqueça de utilizar o meu código RKWM.

Dentre todas as funcionalidades, podemos destacar:

  • Possibilidade de criar “vaquinhas” no app, para dividir a conta de um churrasco com seus amigos, por exemplo.
  • Pagamento de boletos e contas de água e luz via app, a partir da leitura do código de barras.
  • Opção de pagamento de contas em bares e restaurantes que já utilizem o PicPay.

Sendo assim, ele é uma excelente opção para quem deseja abandonar de vez o dinheiro em cédulas, e contar pelo menos na maioria das vezes apenas com uma carteira virtual.

O que é o RecargaPay?

Seguindo a mesma ideia de carteira virtual, o RegargaPay também é um app disponível para Android e iPhone, que trabalha com um sistema de “recarga” muito semelhante ao PicPay.

Para ter créditos no app, você pode recarregá-lo via boleto, transferência ou cartão (tanto de débito como crédito), e assim, ter o saldo desejado na carteira. Portanto, se você ainda não baixou o app, pegue meu convite aqui neste link. Com ele, você tem R$10 grátis para recarregar o celular ou o Bilhete Único! Baixe gratuitamente o app RecargaPay, cadastre um cartão de crédito válido e confirme sua compra com o cupom xc18427083 Aproveite!

Dentre os possíveis pagamentos e recursos, estão:

  • Possibilidade de inserir créditos em celulares das mais diversas operadoras;
  • Pagamento de boletos;
  • Recarga de cartão de transporte.

Sendo assim, também é uma boa alternativa de app, visto que permite diversas funções sem que sejam cobradas tarifas.

Mas, qual é o melhor? PicPay ou RecargaPay?

Levando em conta as características de cada um dos aplicativos, pode-se dizer que o melhor deles, sem dúvidas, é o PicPay. Isso porque a ferramenta permite a partilha de contas com seus amigos, já é aceita em alguns estabelecimentos, aceita pagamento em QR Code e muito mais.

Mas, ao mesmo tempo, para moradores de SP ou aos que desejam recarregar os créditos do celular via app, o RecargaPay pode ser uma alternativa viável. Portanto, antes de baixá-los, pense em qual dos dois mais atende melhor as suas necessidades!

Gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Acompanhe nossas notícias e artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos e empréstimos. Bem como tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Nubank vira Instituição Financeira e libera débito e saques da NuConta

Hoje (11) o Nubank convidou alguns clientes e a imprensa para um evento exclusivo em São Paulo para divulgar informações importantes, que possibilitará uma grande concorrência com os bancos tradicionais. A fintech recebeu o aval do Banco Central e passou a ser considerada como uma instituição financeira, e acaba de anunciar que a função débito da NuConta foi liberada. Confira mais detalhes aqui neste post.

Leia também:

PicPay ou RecargaPay: qual o melhor app de pagamentos?

4 dicas para ser aprovado no Nubank

Spoilers

Tivemos alguns spoilers do Nubank, ao aparecer a funcionalidade débito nas maquininhas de cartão. No entanto, quando os clientes tentavam, sempre aparecia uma mensagem que ironizava a necessidade de ter paciência para a liberação do débito. Confira a imagem logo abaixo.

Na Google Play Store, no dia 3/12 o Nubank teve uma atualização com melhorias. Muitos internautas comentaram que poderia ser a chegada do débito e do saque da NuConta.

E por fim, mais recentemente, a Nu Financeira S.A. – Sociedade de Crédito, Financiamento e Investimento, líder da Nu Pagamentos S.A, foi incluída no Fundo Garantidor de Créditos no mês de novembro. Somente isso já indicava que o Nubank estaria bem próximo de se transformar em um banco.

Nubank vira Instituição Financeira e libera débito e saques da NuConta

A partir de hoje, dia 11/12 todos os clientes do Nubank poderão aproveitar a função débito da NuConta. Isso era algo muito esperado, especialmente para aqueles clientes que já fizeram a portabilidade para o Nubank. Entretanto, a função saque ainda não foi liberada, mas vamos aguardar por mais novidades em breve.

Portanto, agora todos os clientes tem acesso às seguintes funcionalidades:

  • Cartão de crédito sem anuidade na bandeira Mastercard;
  • Transferências TED ilimitadas gratuitas para qualquer banco pela NuConta;
  • A possibilidade de investir com rendimento maior que a poupança na NuConta;
  • É possível fazer pagamentos pelo aplicativo;
  • Função débito nas maquininhas (10 mil clientes);
  • Saque em dinheiro da NuConta (10 mil clientes).

A modalidade de débito contará com a possibilidade de saque em caixas eletrônicos, o que era uma demanda dos clientes. Entretanto, a funcionalidade está agora em fase de testes, atualmente com 10 mil clientes.

Débito Nubank

A partir de dezembro 2018, o Nubank começa a testar a função débito com alguns clientes e, aos poucos, a funcionalidade será liberada para todos que quiserem. Como a funcionalidade débito estará vinculada a NuConta, não será necessário ter um cartão de crédito para utilizar. Você pode conferir todos os detalhes da função débito Nubank neste artigo.

E então, o que você achou da novidade? Agora o Nubank vai começar a competir de maneira mais incisiva com outros bancos digitais, inclusive com o Banco Inter.

Gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Acompanhe nossas notícias e artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos e empréstimos. Bem como tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Confira 3 formas de conseguir cartões de crédito com nome sujo

Ter o nome sujo na praça implica em muitas dificuldades para conseguir crédito no mercado, pois é um dos fatores principais considerados na análise crédito. Entretanto, nem tudo está perdido, e para isso basta reprogramar a sua vida financeira e tentar recuperar as suas dívidas. Porém, muitas vezes você vai precisar de um cartão de crédito, seja para fazer compras online que só aceitam cartões ou ainda para ajudar na retomada da sua saúde financeira. Pensando nisso, vamos falar aqui de 3 formas de conseguir cartões de crédito com nome sujo. Confira.

Leia também:

Carrefour está oferecendo promoção com anuidade grátis de seu cartão de crédito

Confira 3 formas de conseguir cartões de crédito com nome sujo

Cartões de crédito pré-pagos

A primeira maneira de conseguir cartões de crédito mesmo com nome sujo, é através da modalidade pré-pago. Ou seja, você faz a recarga e utiliza somente o valor que possui na conta digital. Existe uma grande variedade de cartões pré-pagos, e eles podem servir tanto para você controlar as suas despesas, gastando somente o necessário, quanto para ser utilizado para repassar a mesada das crianças, por exemplo.

Contudo, é necessário fugir das taxas. Dessa forma, opte por alternativas mais baratas, como o Neon, Sofisa Direto e o Mercado Pago. Inclusive você pode conferir este artigo aqui.

Cartões de crédito consignados

Esta é uma segunda alternativa de conseguir cartões de crédito com o nome sujo. Ou seja, se você é funcionário público, aposentado ou pensionista do INSS, você pode ter acesso a um cartão de crédito consignado, com desconto na folha de pagamento.

Ele funciona da seguinte forma: você gasta tudo o que puder dentro da sua margem consignável e a fatura é descontada diretamente do seu contracheque. Sem imprevistos ao seu orçamento.

Existem algumas opções no mercado, como o Banco BMG, Banco PAN, inclusive o Banco Inter.

Manter um bom relacionamento com seu banco

Atualmente, a concessão de crédito passa por normas rígidas. Principalmente com a utilização de um software que considera diferentes aspectos do consumidor e atribuindo um score interno. Entretanto, existe uma alternativa possível, mas um pouco mais difícil de conseguir. Se você mantiver um bom relacionamento com o seu banco é possível conseguir um cartão de crédito, mas a liberação dependerá do seu gerente.

Considerações finais

Esperamos tê-lo auxiliado com estas dicas. Cabe ressaltar que o mais importante é procurar atingir uma reeducação financeira. Não adianta ter em mãos um cartão de crédito se você não souber utilizá-lo corretamente. Se você possui restrições no seu CPF, procure seus credores e tente negociar as suas dívidas, para que seja possível recuperar o crédito no mercado em curto prazo.

Gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Acompanhe nossos artigos e notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Nubank está prestes a se transformar em um banco?

O cartão “roxinho” já conquistou o coração (e principalmente a carteira) de muitas pessoas, e vem ganhando preferência quando o assunto é pagamento com cartão de crédito. Seu sucesso se deve, principalmente, a facilidade de aquisição e também a ausência de anuidade e tarifas. Todo o cadastramento é feito pela Internet, e o cartão chega em sua casa a custo zero. Dentre os fatores que ainda o impedem de ser uma das melhores opções financeiras, está a impossibilidade de transações bancárias “normais”. Ou seja, a função de débito, possibilidade de saques da NuConta, e muito mais. Mas, será que o Nubank está próximo de se tornar um banco?

Leia também:

Confira 3 formas de conseguir cartões de crédito com nome sujo

Carrefour está oferecendo promoção com anuidade grátis de seu cartão de crédito

Nubank está prestes a se transformar em um banco?

Funções que já são oferecidas

  • Tanto o app como o site Nubank oferecem alguns recursos para seus clientes, que são:
  • Visualização de limite disponível no cartão de crédito;
  • Possibilidade de gerar o boleto da fatura;
  • Detalhamento dos gastos com o cartão.

Além destes, também existe a possibilidade de abertura da NuConta, feita online e sem nenhuma burocracia.

Dentre as operações permitidas, encontram-se:

  • Transferências (TED) para qualquer banco, a custo zero;
  • Possibilidade de depósitos e rendimentos, que superam os da poupança;
  • Realização de pagamentos pelo aplicativo.
  • Entretanto, embora existam muitos recursos, ainda não existe a função de débito no Nubank.

Notícias recentes

No dia 29 de Novembro, o Nubank anunciou no Twitter um evento que ocorrerá amanhã (dia 11/12) em São Paulo (das 10h às 11h30), exclusivo para alguns seletos clientes Nubank e para a imprensa. No post que inclusive publicamos uma notícia aqui no site, foi disponibilizado um link para que os interessados se inscrevessem.

A ideia de tal evento é a de anunciar uma “novidade” do Nubank. Todavia, seria esta a possibilidade de uso do roxinho também como cartão de débito?

Com todas estas possibilidades e mudanças, é certo que o Nubank está cada dia mais próximo de tornar-se um banco. Portanto, só nos resta esperar até amanhã, para sabermos quais são essas novidades que vem por aí.

Gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Acompanhe nossos artigos e notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Já baixou? O app PicPay pode agilizar pagamentos de boletos e contas!

Se você é uma pessoa moderna, que só utiliza cartões e abandonou de vez o hábito de andar com dinheiro na carteira, saiba que o PicPay é o aplicativo mais indicado para você! A carteira digital foi criada a partir de uma startup em 2012, mas teve seu auge de utilizações no ano de 2017. Disponível para Android e iPhone, o PicPay possibilita diversas transações financeiras, como pagar um amigo que está organizando um churrasco, dividir o valor de um presente, e até mesmo o pagamento em determinados estabelecimentos. Portanto, é uma ferramenta segura, e indispensável nos dias de hoje!

Leia também:

Banco Inter lança consórcio imobiliário com carta de crédito de até R$ 240 mil.

Já baixou? O app PicPay pode agilizar pagamentos de boletos e contas!

Como funciona?

Primeiramente, você deverá baixar o app na Apple Store ou Google Play. Depois, fará um cadastro com todas as suas informações pessoais (que devem ser preenchidas corretamente), e também deverá inserir um cartão de crédito para pagamento.

Os pagamentos são realizados de formas diversas:

  • Através do envio de convite em grupos de WhatsApp;
  • Via GPS, que localiza os estabelecimentos próximos;
  • Pela leitura de QR code;
  • Além disso, é possível transferir saldos acumulados no PicPay para a sua conta bancária.

Você poderá também inserir “créditos” em sua carteira, para utilizar o saldo em operações e pagamentos futuramente.

Quais os benefícios?

Conforme exposto nos tópicos anteriores, trata-se de um aplicativo extremamente prático para quem quer dividir “contas”, e também aos que preferem realizar pagamentos via app em bares, lojas e restaurantes.

Os cartões de crédito aceitos são Visa, Mastercard, American Express, Elo e Hipercard – ou seja, diversas bandeiras para aumentar a facilidade e adesão. Além disso, ao se cadastrar, o usuário recebe um bônus de R$ 10,00! Você ainda não possui o PicPay? Entre aqui neste link e utilize o meu código RKWM.

Existem tarifas?

São realizadas cobranças de taxas apenas para donos de estabelecimento que utilizam o PicPay como forma de pagamento. Portanto, se sua finalidade de uso é como consumidor, você estará isento de taxas!

Gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Acompanhe artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Conheça 2 empréstimos da Caixa sem consulta ao SPC e Serasa

A consulta do CPF pode ser para alguns, sinônimo de reprovação de empréstimos. Ou ainda, a negação na solicitação de crédito, bem como outras transações bancárias. Entretanto, para quem precisa de dinheiro e está com o nome sujo, existe alguma solução? A resposta é sim! Existem duas opções de empréstimos da Caixa Econômica Federal “especiais”, que não necessitam de consulta ao SPC ou Serasa. Conheça-as a seguir!

Leia também:

Confira 3 formas de conseguir cartões de crédito com nome sujo

Conheça 2 empréstimos da Caixa sem consulta ao SPC e Serasa

Penhor da Caixa

Para aqueles consumidores que estejam com o nome sujo e necessitem de empréstimo, existe a opção de deixar seus bens como “garantia” de pagamento. Além de não consultar o CPF, este programa de empréstimo tem uma das menores taxas de juro do mercado financeiro, e concede valores até R$ 100 mil.

Dentre os bens que podem ser colocados “em jogo”, estão joias (em ouro de pelo menos 12 quilates), relógios, metais nobres, pérolas, dentre outros bens. O valor emprestado pode ser de até 85% do valor total do bem. Ademais. caso haja inadimplência, o objeto vai a leilão e o dinheiro fica com o banco!

Crédito consignado com garantia do FGTS

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, conhecido por FGTS, pode ser um aliado no momento da realização de um empréstimo, quando seu nome estiver no SPC. Como o dinheiro já está em seu nome numa conta da Caixa, ele pode servir de garantia para seus empréstimos. Sendo assim, caso haja inadimplência, o banco recorre a este recurso para não sair no prejuízo.

O valor máximo do empréstimo é de até 10% do disponível no FGTS e dos 40% da multa em caso de demissão sem justa causa. O valor máximo totaliza 50% do valor que você possui no FGTS. Ou seja, se você possui R$ 20 mil no FGTS, é possível um empréstimo de até R$ 10 mil.

Entretanto, é necessário que a sua empresa possua convênio ativo com a Caixa. Somente dessa forma é possível é possível. Portanto, antes de mais nada, entre em contato com o RH da sua empresa para confirmar.

Será que estes empréstimos valem a pena?

Em ambas situações de empréstimos da Caixa, tanto para quem possui bens para penhorar ou o FGTS para servir de garantia, estes empréstimos podem ser uma boa opção e valer a pena em alguns casos, principalmente para eliminar grandes dívidas. Contudo, deve-se tomar cuidado para não perder a posse dos seus recursos, como uma joia, ou o saldo das suas contas do FGTS, ao assumir uma prestação que não possa ser paga com tranquilidade. Portanto, o planejamento financeiro é de extrema importância nestes casos!

Dica

Por fim, se você está à procura de um empréstimo e não quer perder tempo, pode dar uma conferida na Fintech Bom Pra Crédito. Lá você pode preencher um cadastro diretamente no site, e o seu perfil será analisado e direcionado a vários parceiros, encontrando a opção ideal de empréstimo.

Gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Por fim, acompanhe os nossos artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto das fintechs.

Crediário e cartão de crédito são os vilões da inadimplência

A inadimplência é crescente, devido às maiores possibilidades de compra e recursos financeiros disponíveis (a exemplo do cartão de crédito). Soma-se a falta de educação em finanças e o planejamento, que provocam o desequilíbrio entre o que é ganho e gasto. A SPC Brasil divulgou uma pesquisa referente ao ano de 2018, a qual revelou que o crediário (65%) e o cartão de crédito (63%) são os principais responsáveis pela inadimplência no país.

Outros tipos de dívidas que também levam os consumidores a terem seus nomes registrados em entidades de proteção ao crédito, são empréstimo pessoal em bancos ou financeiras (615), crédito consignado (60%), cheque especial (57%), financiamento de veículos (45%), mensalidades escolares (26%), conta de telefone (20%), boletos de TV paga e internet (18%), conta de água e luz (11%), aluguel (10%) e condomínio (8%).

Leia também:

4 dicas para ser aprovado no Nubank

Será que solicitar cartão de crédito derruba o Score?

Crediário e cartão de crédito são os vilões da inadimplência

Quais são os “fatores de risco” da inadimplência?

Primeiramente, entre as principais causas do endividamento, podemos citar:

1. Falta de planejamento

Quem está endividado, muitas vezes, não tem noção da dimensão de suas dívidas nem do que ganha ao mês.
Portanto, a falta de planejamento financeiro é a grande causa de inadimplência, facilitada pelas possibilidades de parcelamento e abertura de crediário.

2. Baixos salários

Levando em conta que mais de 50% dos brasileiros recebem mensalmente apenas o salário mínimo (ou até menos que isso), pode-se esperar que a falta de recursos financeiros seja uma das causas de endividamento.

3. Acesso a cartões de crédito

Considerando que os cartões de crédito correspondem aos maiores índices de inadimplência, é de se esperar que isso se deva aos altos limites fornecidos pelos bancos, bem como a facilidade de acesso a tal recurso.

4. Altos juros

Principalmente quando se fala em juros rotativos, as dívidas muitas vezes se multiplicam, e fica cada vez mais difícil de quitá-las.

O que fazer para evitar as dívidas?

Tornar-se um consumidor consciente pode ser uma tarefa difícil nos dias atuais, mas, isso é possível se houver um planejamento financeiro.

Para isso, basta:

  • Entender seus ganhos e gastos mensais;
  • Planejar todas as despesas, e reservar um dinheiro para imprevistos;
  • Pagar as contas em dia;
  • Evitar o parcelamento, abertura de crediário e/ou crédito consignado;
  • Por fim, reduzir os gastos extras.

Gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Acompanhe os nossos artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto das fintechs.

Confira os 5 melhores cartões de crédito sem anuidade para 2019

O pagamento com cartão de crédito é cada vez mais utilizado, e também recebe uma diversidade de vantagens e descontos. Por estes motivos, a procura pela facilidade só aumenta dentre a população.
Atualmente, além dos bancos “tradicionais”, entraram em cena os digitais, com uma série de isenções e programas de benefícios. Mas, com tantas opções de cartões de crédito sem anuidade, quais deles escolher?A seguir, descubra os melhores cartões de crédito sem anuidade para ter em 2019!

Leia também:

4 dicas para ser aprovado no Nubank.

Conheça 2 empréstimos da Caixa sem consulta ao SPC e Serasa

Confira os 5 melhores cartões de crédito sem anuidade para 2019

Nubank

O “roxinho” vem ganhando fama e é cada vez mais disputado! Com certeza o Nubank é um dos melhores cartões de crédito sem anuidade. O motivo de tanto sucesso é, principalmente, a ausência de anuidade e tarifas. Todos os gastos podem ser gerenciados no app, bem como a visualização da fatura, limite, dentre outras informações importantes.

Além disso, tem a NuConta, que cada vez mais tem disponibilizado novas funcionalidades, como a emissão de boletos, pagamento antecipado, entre outros. Como se tudo isso não bastasse, existe também o programa de recompensas Nubank Rewards, que por meio dele você consegue literalmente “apagar” algumas contas dos seus parceiros, despesas em restaurantes e viagens, etc.

Entretanto, ele é de difícil aprovação e você pode cair em uma lista de espera que demora meses, para que você finalmente seja aprovado.

Para solicitar o seu roxinho, você deve baixar o app Nubank na Google Play Store, para dispositivos Android ou na App Store para dispositivos com o sistema operacional iOS.

Santander Free

Embora receba a denominação “free”, existe isenção de anuidade no cartão Santander Free somente se as suas despesas mensais forem inferiores a R$ 100,00. Entretanto, se você tiver gastos superiores a este valor (o que é fácil), o cartão torna-se muito vantajoso.  Além da isenção de anuidade, ele conta com diversos programas de fidelidade e acúmulo de pontos. Ademais, ele dispõe de aplicativo, dentre diversas outras vantagens.

Para solicitar o seu cartão de crédito Santander Free, basta entrar diretamente neste link e preencher as suas informações e aguardar pela análise de crédito.

Digio

O cartão de crédito Digio segue os mesmos princípios do Nubank. Especialmente pelo fato de não ter anuidade e necessitar de uma aprovação de cadastro. Além disso, seu aplicativo também tem um desenvolvimento inovador, com múltiplas funções, que permitem o controle de todas as operações e valores do seu cartão de crédito. Suas taxas e tarifas também são muito menores se comparadas aos concorrentes, o que torna seu uso totalmente viável.

Para baixar o aplicativo, entre diretamente na Google Play Store se você tem um dispositivo Android, ou então na App Store se você possui um iPhone ou iPad.

Next

Este também é um cartão que surgiu na onda dos “bancos digitais”. Entretanto, ele foi criado pelo Banco Bradesco, na tentativa de inserção da instituição neste meio. É um cartão de crédito sem anuidade, mas que não possui programas de ponto e fidelidade. Em contrapartida, oferece recursos diferentes, como assistência em viagens, descontos em compras de produtos e serviços dos seus parceiros (mimos do Next), benefícios como o Flow e a Vaquinha, entre outros. Uma desvantagem é o chat, que de acordo com reclamações dos internautas, carece de melhorias. Entretanto, trata-se de um  dos melhores cartões de crédito sem anuidade disponíveis no mercado.

Para solicitar o seu cartão, você precisa baixar o aplicativo na Google Play Store ou App Store e preencher algumas informações. Caso você seja aprovado, o cartão vai para a sua residência.

Credicard Zero

aumentar limite do cartão de crédito automaticamente

Credicard Zero foi lançado pelo Itaú Unibanco especialmente para concorrer com as Fintechs. O cartão possui parcerias com inúmeras empresas. Portanto, é possível ganhar descontos exclusivos em viagens na Uber, descontos em produtos da Netshoes, e ainda nas Lojas Ponto Frio, Magazine Luiza, Extra e Zattini, entre outros.

Para solicitar o seu cartão de crédito Credicard Zero, entre diretamente no site do cartão.

Gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Por fim, acompanhe os nossos artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto das fintechs.

Como consultar seu CPF no SCPC com o app GuiaBolso?

O Serviço Central de Proteção ao Crédito, conhecido pela sua sigla SCPC, é uma espécie de histórico de finanças, serviço administrado pela Boa Vista Serviços. Portanto, a sua consulta possibilita a verificar eventual existência de débitos ou dívidas no seu CPF. Cabe ressaltar que consultar seu CPF é uma maneira utilizada por financeiras e empresas que concedem crédito para checar o currículo do consumidor. Ademais, com isso é possível avaliar o risco de sucesso ou inadimplência nas transações.

Leia também:

Conheça 2 empréstimos da Caixa sem consulta ao SPC e Serasa

Como solicitar o Cartão das Casas Bahia? Será que vale a pena?

Uma das formas de você mesmo consultar seu CPF no SCPC e de graça é através do aplicativo GuiaBolso. Com isso, é possível saber se você está com o nome sujo, e se resguardar da necessidade de negociar com os seus credores e recuperar crédito no mercado.

Como consultar seu CPF no SCPC com o app GuiaBolso?

Não existem custos para a consulta, e a seguir, você aprenderá como fazê-la!

1º) Baixe o aplicativo

Primeiramente, o aplicativo GuiaBolso possui versões para iPhone e Android. Portanto, o App pode ser encontrado respectivamente na Apple Store e Google Play Store. Depois de feito o download, abrirá uma tela que te ensinará a manusear o App. Em um segundo momento, você deverá realizar um cadastro, informando e-mail, senha, e telefone.

Por fim, anote bem as informações para utilizá-las em uma consulta futura! E claro, forneça todos os seus dados corretamente.

2º) Realize o login

Depois de feito o cadastro via app, você realizará o login, e finalmente, poderá consultar seu CPF. Para isso, procure pela opção “Radar de CPF”, informe corretamente os seus dados, e finalmente, aceite os termos de uso.

3º) Verifique seu histórico

Na tela do app GuiaBolso aparecerá o seu histórico financeiro, dizendo se está com o nome “limpo” ou “sujo”. Caso haja pendências junto ao SCPC, elas poderão ser vistas no App. Caso contrário, aparecerá a mensagem:

“Uhuuul! Pode ficar tranquilo! Tudo certo com o seu CPF.”

Gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Acompanhe nossas notícias e artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos e empréstimos. Por fim, bem como tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Serasa prorroga Feirão Limpa Nome online para negociação de dívidas

Estar com o nome sujo pode dificultar a realização de empréstimos, crediários, solicitação de cartões de crédito, dentre diversas outras operações financeiras. Muitas vezes, as dívidas se acumulam por anos, o que resulta em juros absurdos e praticamente impagáveis. Dentre os maiores índices de inadimplência, estão as dívidas de cartão de crédito, água, luz e telefonia. Pensando nisso, criou-se o Feirão Limpa Nome, que tem como propósito a renegociação das dívidas. Contudo, como isso funciona? Quando acontece? Saiba tudo logo a seguir!

Leia também:

Será que solicitar cartão de crédito derruba o Score?

Serasa prorroga Feirão Limpa Nome online para negociação de dívidas

Como funciona?

O Feirão Limpa Nome surgiu com o intuito de facilitar a negociação entre empresas e consumidores. Portanto, possibilitando que inadimplentes possam finalmente limpar os seus nomes. Ademais, isso impacta positivamente na economia. No ano passado, mais de 320 mil pessoas conseguiram renegociar seus débitos, e neste ano o sucesso da operação está sendo ainda maior.

Primeiramente, é preciso consultar seu CPF para saber se você está com o nome sujo. Isso pode ser feito através do próprio site Serasa Consumidor. Contudo, além do Serasa, você pode consultar também as suas pendências no Boa Vista SCPC, ou ainda por meio de aplicativos de celular. Citamos como exemplo o GuiaBolso, que disponibiliza informações relativas à dívidas e seus valores.

Antes de inscrever-se, é preciso saber se a empresa para qual deve está inscrita no programa, e também avaliar se as condições de pagamento cabem em seu orçamento! Para isso, acesse o link: https://www.serasaconsumidor.com.br/limpa-nome-online/. Basta inserir o número do seu CPF, e visualizar as opções disponíveis!

Quanto tempo demora?

A negociação pode ser feita em menos de 5 minutos, e após a confirmação do pagamento, seu nome estará “limpo” novamente em até 5 dias úteis.

Qual o prazo?

Por motivos de falha no sistema e dificuldades em consumidores no acesso do site, o prazo para negociação foi prorrogado até o dia 15 de Dezembro (sábado). Entretanto, a Serasa justificou tal falha como resultado do excesso de acessos. Visto que a procura cresceu significativamente se comparada ao ano anterior.

E então, o que você está esperando? Aproveite mais esta oportunidade de ouro para negociar as suas dívidas e retomar o crédito no mercado.

Gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Acompanhe nossas notícias e artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos e empréstimos. Bem como tudo relacionado ao mundo das fintechs.