Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Nota procurada por colecionadores pode valer 300 vezes mais que seu valor

Há várias moedas e cédulas raras que valem muito mais do que parecem! Será que você tem essa nota de R$ 1 que vale aproximadamente R$ 300?

Você já ouviu falar de numismática? Esse termo se refere ao estudo de moedas raras. Há vários entusiastas que se dedicam a colecionar os itens mais difíceis de serem encontrados e podem pagar, em alguns casos, verdadeiras fortunas por eles.

O mais interessante é que, às vezes, você mesmo pode ter em casa uma moeda ou nota muito mais valiosa do que parece e nem sequer sabe disso. Um exemplo é uma cédula rara de R$ 1 que rende bem mais que seu valor de face.

A nota de R$ 1 parou de circular no ano de 2005, sendo substituída pela moeda de mesmo valor. Só por isso, já é uma nota que vale mais hoje em dia, por estar cada vez mais difícil de achar. A nota em questão, que vale aproximadamente R$ 300, tem algumas outras características.

Nota rara R$ 1 que pode valer R$ 300

A nota em questão é da cor verde e tem estampado o desenho de um pássaro beija-flor. A versão mais valiosa, no entanto, conta com a sequência “BA” no seu registro de série e com as assinaturas de Pedro Malan e Gustavo Loyola. Ambos já presidiram o Banco Central.

Notas que valem quantia significativas costumam ser cheias de detalhes. Quanto mais detalhes, maior a chance da nota valer uma boa grana. Isso porque o grau de raridade é um dos fatores mais decisivos na hora de avaliar a moeda, assim como seu estado de conservação.

Compra e venda de moedas raras

É possível achar moedas e cédulas para comprar em plataformas de e-commerce como, por exemplo, o Mercado Livre. Os valores variam muito e saber quanto realmente vale uma moeda rara é um trabalho delicado, que certamente vai exigir a opinião de um especialista.

Antes de tentar colocar uma moeda ou nota que você ache que pode ser rara à venda, consulte uma casa de leilão (existem muitas online). Elas muitas vezes oferecem avaliações mais precisas acerca do quanto você pode faturar com a peça.

Imagem: WESTOCK PRODUCTIONS / Shutterstock.com – Edição: Seu Crédito Digital