Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Pay Later: serviço de parcelamento de compras da Apple será encerrado

A Apple anunciou recentemente o fim do Pay Later. Saiba mais informações sobre essa decisão e seu impacto para os usuários!

Recentemente, a Apple fez um anúncio da descontinuação de um de seus serviços financeiros. Trata-se, portanto, do Pay Later, que permitia aos usuários efetuar compras e dividi-las em até quatro vezes sem juros. Esse método de pagamento difundido nos Estados Unidos durante a pandemia de COVID-19, oferecia aos consumidores mais flexibilidade nas transações online.

O serviço, lançado há menos de um ano, não continuará operacional. No entanto, a Apple não deixará seus usuários desamparados. Em substituição, a empresa estabelecerá parcerias com instituições bancárias para oferecer financiamentos de pequenos valores, mantendo assim, vivo o espírito de facilitação de pagamento através do sistema Apple Pay. Continue a leitura!

O que foi o Apple Pay Later?

Celular com o aplicativo Apple Pay aberto em cima de um computador.
Imagem: nikkimeel / shutterstock.com

O Apple Pay Later era uma iniciativa dentro do mercado americano que replicava sistemas populares de “buy now, pay later” (BNPL) como Affirm, Klarna e Afterpay.

Usuários poderiam fazer compras de até U$ 1 mil e parcelar o pagamento em quatro vezes, com intervalos de duas semanas entre cada pagamento. Cada transação tinha sua avaliação individual, garantindo certo controle sobre o crédito concedido.

Quais são as novas opções para os usuários?

Mesmo com o fim do serviço Pay Later, a empresa assegura que o conceito de parcelamento não será completamente abandonado. A integração com bancos permitirá que os usuários continuem realizando pagamentos parcelados diretamente através dos seus cartões de débito e crédito no aplicativo Apple Pay.

Além disso, essa nova estratégia será implementada não apenas nos EUA, mas também em outros países como Austrália, Espanha e Reino Unido, expandindo significativamente o alcance dos serviços oferecidos. Enquanto isso, a empresa continua a oferecer o Apple Card e o serviço Apple Savings nos Estados Unidos.

Veja também:

Campanha de aniversário da Méliuz oferece até 65% de cashback; veja como aproveitar

O Apple Card facilita pagamentos com cashback e plena integração ao iOS, tornando-se uma opção atraente para os aficionados por produtos da empresa. Por outro lado, a conta Savings oferece um rendimento anual de 4,15%, valor considerado alto comparado aos padrões dos EUA, reforçando a presença da Apple no setor financeiro.

Imagem: nikkimeel / shutterstock.com