Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

PayPal não vai mais cobrar multa por atraso no ‘Compre agora, pague depois’

Confira mais sobre a mudança e o que disse a empresa

0

O PayPal anunciou recentemente que não cobrará mais multas por atraso de clientes que pularem prestações no serviço “compre agora, pague depois” (BNPL). A decisão veio em meio ao acirramento da competição no setor. Dessa forma, as mudanças entrarão em vigor a partir de outubro nos Estados Unidos, Reino Unido e França. A empresa divulgou as informações nesta quarta-feira (18). Atualmente, os serviços de BNPL do PayPal na Alemanha e na Austrália já não cobram essas taxas. Então, para saber mais, continue lendo.

PayPal não vai mais cobrar multa por atraso no ‘Compre agora, pague depois’

Primeiramente, vale dizer que o PayPal passou a oferecer o serviço BNPL ainda ano passado. Com a mudança, a empresa espera que isso ajude a tornar seus produtos mais acessíveis e atrativos aos consumidores. “Sentimos que as multas por atraso estavam prejudicando a experiência do consumidor”, afirmou o vice-presidente de Produtos Globais Pague Depois da PayPal, Greg Lisiewski, em entrevista.

Além disso, a mudança vem em um momento que reguladores ao redor do mundo olham mais perto o setor BNPL, que cresce rapidamente. O objetivo é garantir que os usuários não assumam mais dívidas do que podem aguentar. “Devido ao crescimento alto e à aceleração deste espaço durante a pandemia, reguladores em todo lugar estão prestando atenção”, disse o vice-presidente da empresa.

Seja membro

Assim, segundo o PayPal, a marca acredita ser apropriado parar com a cobrança das multas por atraso, sendo “o mais simpático possível com o consumidor nos coloca em uma posição melhor com os reguladores”.

Questionado se abandonar as multas por atraso representaria um risco de encorajar mais clientes a deixar de pagar seus empréstimos, a empresa disse que não esperava ver esse tipo de situação.

Hoje, as multas do PayPal variam de país para país, e também de Estado para Estado nos EUA. Contudo, desde que lançou o serviço, a empresa processou mais de US$ 3,5 bilhões em pagamentos totais por meio de produtos BNPL.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de créditoempréstimosfintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Ink Drop / shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.