Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Pela primeira vez, mais de 100 milhões de brasileiros estão empregados, afirma IBGE

Pela primeira vez, o número de brasileiros empregados no Brasil ultrapassa os 100 milhões, segundo o IBGE. Saiba mais sobre esse marco!

No último ano, a quantidade de brasileiros empregados no país ultrapassou a marca significativa de 100 milhões, atingindo especificamente 100,7 milhões de trabalhadores. Esse é o maior número registrado desde o início da série histórica, evidenciando um crescimento de 1,1% em comparação a 2022.

Esse crescimento é um indicativo de uma tendência positiva que vem sendo observada ao longo dos anos. Dessa forma, saiba mais sobre as estatísticas oferecidas pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) na sexta-feira (21) por meio da Pnad Contínua, que detalha as características do mercado de trabalho brasileiro.

O que representam esses novos empregos para a economia brasileira?

Carteira de trabalho em cima de uma folha de caderno, ao lado de um teclado, representando brasileiros empregados.
Imagem: Brenda Rocha – Blossom / shutterstock.com

Os novos postos de trabalho contribuem significativamente para a economia. Em 2023, a porcentagem de pessoas com carteira assinada no setor privado apresentou aumento, alcançando 37,7 milhões de pessoas, o que representa 37,4% do total de trabalhadores ocupados. Este aumento, comparado aos 36,3% registrados em 2022, sinaliza uma melhora na qualidade dos empregos no país.

Embora tenha havido um aumento nos empregos formais, as ocupações sem carteira assinada representam ainda 13,3% dos ocupados, apontando uma redução quando comparado a períodos anteriores. Além disso, o setor público manteve uma consistência, hospedando cerca de 12% dos ocupados, ou seja, 12,2 milhões de pessoas.

Veja também:

ALERTA DE GOLPE: criminosos enviam contas de luz falsas

Por outro lado, empregos como trabalhadores domésticos mantiveram-se estabilizados, enquanto o número de empregadores apresentou uma leve queda para 4,3%.

Como estão distribuídas as ocupações pelo Brasil?

O Sudeste segue sendo o líder em termos de empregabilidade, concentrando 45,4 milhões de trabalhadores. A seguir, vem o Nordeste com 22,4 milhões. Esses números mostram significativas disparidades regionais que refletem os desafios e as oportunidades dentro do cenário nacional de trabalho. Confira abaixo os números apresentados pelas demais regiões brasileiras.

  • Região Sul: conta com 15,9 milhões de trabalhadores ocupados.
  • Centro-Oeste: possui 8,7 milhões de pessoas trabalhando.
  • Norte: tem 8,1 milhões de trabalhadores, sendo a região com menor número de ocupações no país.

Por fim, é importante destacar também a configuração de empregabilidade por escolaridade. Uma grande parte dos trabalhadores, cerca de 43,1 milhões, possuem ensino superior incompleto, enquanto 23,2 milhões têm ensino superior completo.

Imagem: Brenda Rocha – Blossom / shutterstock.com