Descubra como vai funcionar o saque do Pix

0

Durante debate sobre o Pix no evento “Money Week”, na manhã desta terça-feira (24), Breno Lobo e Carlos Eduardo Brandt, chefe e chefe-adjunto do Departamento de Competição e Estrutura do Mercado Financeiro do Banco Central, garantiram que o novo sistema de pagamentos continuará gratuito para pessoas físicas.

É provável que você também goste:

PagBank lança promoção com mais de R$ 1 milhão em prêmios

Rebel vai dar R$ 100 para quem fizer empréstimo na Black Friday

Pix BMG permite usar limite do cartão de crédito para fazer transações

Assim, Brandt garantiu, em sua fala, que “o uso para envio de um Pix, em qualquer situação, é sempre gratuito. E essa política certamente vai continuar, uma política que tem como objetivo fazer com que as pessoas de fato utilizem o Pix, tenham acesso a esse instrumento eficiente, barato, e que elas possam utilizar o Pix de forma gratuita. Não existe a menor intenção do Banco Central em tarifar futuramente, certamente vai permanecer como está”, disse Brandt.

Como vai funcionar o saque do Pix? Ele será gratuito?

Essas dúvidas sobre uma possível cobrança do Pix, sobretudo em relação aos saques, são comuns, uma vez que o serviço é extremamente útil e mudou a política de cobranças por transferências dos bancos tradicionais (algo que o Nubank já havia feito). No entanto, da mesma forma que o Banco Central faz questão de deixar claro sua gratuidade para pessoas físicas, ele também avisa que pessoas jurídicas serão tarifadas no futuro.

Ou seja, inicialmente, empresas e estabelecimentos comerciais podem usar o sistema gratuitamente, mas a partir de 2021 haverá cobrança de taxas.

Cobrança de taxas do Pix para empresas está prevista para 2021

Porém, mesmo com a cobrança de tarifas sobre o uso do Pix para empresas, a ideia é que ainda seja mais barato do que o que acontece nos meios de pagamento utilizados hoje. Assim, é objetivo do BC reduzir custos e criar um melhor ambiente de negócios, além de garantir mais eficiência econômica.

O Pix está funcionando desde o último dia 16 de novembro, depois de quase duas semanas em fase de testes. Até agora, o sistema já cadastrou quase 84 milhões de chaves para 34,4 milhões de usuários pessoa física e 2,1 milhões de pessoas jurídica.

Enfim, gostou da matéria?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTubeFacebookTwitterInstagram, e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: Divina Epiphania / Shutterstock.com

Comentários
Carregando...