Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Pix Emprestado: será que vale a pena usar? Veja os prós e contras!

Descubra o PIX Emprestado, novo recurso revolucionário. Aprenda sobre seus benefícios, como lidar com as taxas de juros e parcelamento.

O mundo financeiro foi revolucionado no ano de 2020 com a introdução do PIX pelo Banco Central (BC), tornando-se uma ferramenta essencial para mais de 159 milhões de usuários.

Agora, esta ferramenta acaba de ganhar um novo recurso: o chamado PIX Emprestado. Confira, a seguir, todos os detalhes sobre a nova modalidade de pagamento e descubra se ela vale a pena!

Entendendo o que é o Pix Emprestado

Celular com a logo do Pix na tela e diversas notas de R$ 50,00 ao fundo
Imagem: Alexandre Tavares Silva / shutterstock.com

Disponibilizado por diversas instituições financeiras, a nova modalidade permite que correntistas solicitem um valor para transferência via PIX como um empréstimo. A saber, a quantia por empréstimo pode variar baseada em análises de crédito feitas pela instituição responsável. Posteriormente, o valor tem liberação imediata para o usuário.

Este serviço traz consigo taxas de juros e opções de parcelamento, sendo possível diluí-lo em até 12 parcelas. No entanto, a importância do uso consciente deste recurso é enfatizada, uma vez que a devolução do valor se dará nos meses seguintes à solicitação.

Quando a modalidade vale a pena?

São diversas as situações em que o PIX Emprestado se torna um recurso interessante. Entre elas, destaca-se seu uso em situações emergenciais, em pagamentos que exigem quitação imediata ou ainda possíveis descontos em compras à vista.

Assim, em casos de emergência, o PIX Emprestado funciona excepcionalmente bem quando há falta de fundos para despesas inesperadas. Além disso, para situações que exigem o pagamento à vista , ele torna-se estrategicamente vantajoso, permitindo o acesso a descontos interessantes.

Veja também:

Moto nova? Riqueza escondida no seu bolso! Moeda de R$ 1 pode valer até R$ 15 mil!

Dessa forma, a criação do PIX Emprestado busca integrar ainda mais brasileiros ao setor bancário formal. Em suma, é essencial entender o funcionamento dessa grande novidade nos métodos de pagamento, suas taxas de juros, possibilidades de parcelamento e, sobretudo, sua intenção de uso. Isso garantirá transações mais seguras, conscientes, gerindo melhor sua saúde financeira.

Imagem: Alexandre Tavares Silva / shutterstock.com